a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

AP Aveiro- Estão abertas ...

segunda , Mar. 18 2019
4

Candelária mandou no ...

segunda , Mar. 18 2019
16

Embate Paço Arcos e Riba ...

segunda , Mar. 18 2019
49

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56464

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24395

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19518

CE Fem: Itália vence ...

sábado , Ago. 29 2015
841

CCD Ancorense prepara ...

quinta , Ago. 14 2014
2082

Rescaldo da jornada- FC ...

terça , Nov. 13 2018
232

Tui Na

CDB CPBeja 2

CD Boliqueime – HC Santiago 6-5

O CD Boliqueime recebeu o HC Santiago para a primeira eliminatória da Taça de Portugal 2015/2016.
Num jogo onde não faltou emoção, os algarvios venceram por 6-5, mas com o resultado a estar em suspense até ao final da partida, fruto da intensidade e vontade de parte a aprte em garantir a passagem à fase seguinte da prova. Durante toda a partida, as equipas deram prioridade ao espectáculo e aos ataques sucessivos, e o público foi presenteado com onze golos. Ainda assim, as grandes figuras da partida foram... os guarda redes.
Era jogo da taça e como tal, uma partida de “mata-mata”, com as duas equipas em rinque a darem o seu melhor em prol de um resultado que lhes fosse favorável. Sem grandes preocupações defensivas, tanto o Boliqueime como o Santiago proporcionaram durante toda a partida momentos de adrenalina e muita emoção, onde os guarda-redes em campo, acabaram por ser os que mais se destacaram pela parada sucessiva de bolas com selo de golo.
O primeiro tempo foi muito rico em oportunidades de golo, mas o placard ao intervalo marcava 1-1. As equipas fabricaram inúmeras oportunidades e desferiam muitos remates, mas os guarda-redes estavam em tarde inspirada e iam evitando males maiores para as suas redes. Foi o Boliqueime a abrir o activo mas pouco depois seria a equipa que viajou de Santiago do Cacém a empatar a partida.
No segundo tempo, o jogo manteve-se com muita adrenalina. Com o passar dos minutos, a emoção crescia com os golos. Márcio Aldeagas, depois de algumas tentativas goradas, colocou o CDB em vantagem numa recuperação de bola a meio campo. O HC Santiago não desarmava e obteve novamente o empate. O jogo estava aberto, intenso, e foi o Boliqueime a marcar por duas vezes. A partir desse momento, a equipa algarvia não mais saiu da frente do marcador. Ainda com alguns minutos para jogar, o Boliqueime parecia ter a vitória controlada, mas era apenas ilusão. O 4-3 apareceu e a incerteza na eliminatória voltou a surgir. Os guarda-redes continuavam com muito trabalho, sendo que Francisco Costa, guardião do Boliqueime, na parte final evitou o empate com mestria. Rafael Miguel fez então o 5-3, colocando novamente alguma tranquilidade na sua formação, mas... pouco depois, 5-4. O final do encontro foi de grande intensidade. Qualquer das equipas tinha apenas em mente o triunfo, proporcionando assim um jogo aberto e de oportunidades nas balizas contrárias. A equipa do HC Santiago respondia, cada vez com mais jogo directo, correndo atrás de um resultado diferente.
Foi já dentro do último minuto que o Boliqueime fez o 6-4, deixando a bancada em festa. Ainda assim, os forasteiros não estavam satisfeitos e recolocaram a vantagem mínima na saída de bola. Já faltavam poucos segundos e os boliqueimenses guardaram bem a bola e a passagem à próxima eliminatória. Os golos da equipa Algarvia foram apontados por Márcio Aldeagas (3), Pedro Silva (2) e Rafael Miguel. Do lado do HC Santiago Henrique Pereira e João Rodrigues bisaram, com Henriques Gonçalves a fechar o numero de golos da equipa de Gonçalo Silva.

Fonte / Foto: CD Boliqueime

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeSobrancelha