a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Águias começam fase ...

domingo , Jan. 23 2022
11

Oliveirense está nos 16 ...

domingo , Jan. 23 2022
8

HC Braga “salta” da Taça ...

domingo , Jan. 23 2022
10

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61640

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30165

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24457

Paulo Freitas- “É um ...

quinta , Abr. 26 2018
1038

Pedro Gil- “É como a ...

domingo , Jun. 03 2018
1727

HC Braga apresenta-se no ...

sexta , Set. 01 2017
1466

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

barcelos vencedor cers

OC Barcelos – CP Vilafranca 6-3

O Barcelos conquistou esta tarde de Domingo a Taça CERS, ao vencer numa final espectacular e emocionante, a equipa catalã do Vilafranca por 6-3.
Primeira parte de grande qualidade da formação minhota que chegou ao intervalo a vencer por 5-2.
Mas foi preciso sofrer, por parte da equipa de Paulo Freitas, que se viu a perder por 2-1 aos seis minutos. Roger Rocasalbas a inaugurar o marcador logo aos 2 minutos. Hugo Costa aos seis minutos empatou, mas o Vilafranca voltou a adiantar-se no marcador por Joan Vasquez segundos depois.
A partir daí foi um Barcelos guerreiro, de entrega com um Pavilhão cheio que nem um ovo, a puxar pela equipa, que respondeu com golos. Luís Querido a bisar através de duas grandes penalidades, Hugo Costa e João Guimarães a levaram a equipa do Barcelos para o intervalo com um resultado dilatado, mas merecedor.
Segunda parte com o Barcelos a gerir as incidências do jogo, Mas foi o Vilafranca a reduzir para 5-3 na marcação de um LD a castigar a 10.ª falta dos minhotos.
Os catalães acreditaram pressionaram a defesa do Barcelos, mas na baliza morava um Sr. Guarda redes, de nome, Ricardo Silva, que uma atrás da outra foi anulando as oportunidades que os espanhois iam criando. E nem de LD conseguiriam marcar depois de um Azul a Reinaldo Ventura.
O Barcelos jogava na posse de bola e a tres minutos do final, Luís Querido aponta o 6-3 na marcação de um LD a penalizar a 10.ª falta do Vilafranca. Era a explosão de alegria no Pavilhão.
Dois minutos que pareceram duas horas, mas a raça e entrega dos atletas do Barcelos seguraram a vantagem e no fim, bem, no fim, o Municipal de Barcelos era pequeno para extravasar a emoção e alegria que ali se viveu.
O Barcelos repetia assim o feito de 94/95 quando venceu a Taça CERS.

Foto- António Anacleto / www.hoqueipatins.pt

 

workshops para rodapé Noticias AutoManicura