155795b4 3b2a 481d 9f4d 94625ff37d77

Oitava edição do torneio ‘hóquei vai à praia’ juntou os ingredientes do costume: sol, convívio e muito hóquei. Final renhida e por decidir até ao último minuto, com a vitória dos suspeitos do costume

É caso para dizer, o campeão voltou. Pela sexta vez em oito edições, o Páteo do Faustino gritou vitória no torneio de verão ‘hóquei vai à praia’, realizado no passado sábado. Numa final digna da qualidade dos intervenientes, entre eles Filipe Bernardino (Física) e André Gaspar (campeão da Europa sub20 e jogador da Física para a próxima época) por parte da Roller One, e Tiago Losna (Sporting), Johe (Candelária), Pedro Chambell, Emanuel Amâncio e André Pereira (todos da Física) por parte do Páteo do Faustino, os primeiros até começaram melhor ao ganharem vantagem de dois golos antes do intervalo. No entanto, a resposta dos contrários na segunda metade permitiu a reviravolta, com o terceiro golo a ser marcado já no último minuto. No jogo de apuramento do terceiro e quarto classificados, a Remax Vantagem, com um longo historial nesta partida que antecede a final nas edições anteriores, alcançou uma vitória categórica (9-2) e histórica sobre o Impacto Visual, permitindo-lhe pela primeira vez o pódio.

Como é apanágio, as primeiras stickadas do dia foram dadas logo pelo início da manhã, com o jogo entre a Remax Vantagem e o Rotas do Oeste/Informestre, ganho pelos primeiros por apertados 3-2. De seguida, o Páteo do Faustino, contando a presença do hoquista do Sporting, André Centeno, goleou a formação da Duovisão, a mais jovem do torneio, por 5-2. Antes do almoço a Roller One venceu a Remax Vantagem por 5-3, numa partida muito equilibrada até final e com André Gaspar, nomeado o jogador revelação do torneio na sua primeira participação, a dissipar dúvidas quanto ao vencedor na recta final, com a obtenção do quinto tento.
Na parte da tarde, o Páteo do Faustino voltou a confirmar o seu favoritismo com mais uma vitória sem discussão sobre o Impacto Visual (6-2), enquanto a Roller One confirmou o primeiro lugar do grupo B com a vitória por 5-3 sobre a Informestre/Rotas do Oeste. No último jogo sob sol abrasador, o Impacto Visual confirmou a presença nos chamadas ‘jogos da noite’ (jogos de atribuição dos primeiros quatro classificados), tendo vencido a Duovisão por 7-4.
Nove anos em evolução
Com a edição 2016 do ‘hóquei vai à praia’ contabilizam-se já oito, no total, num espaço de nove anos (não se realizou em 2014). Com o passar dos anos, a experiência adquirida quer pelas equipas e respectivos capitães - a quem cabe seleccionar os seus jogadores –, quer pela organização, encabeçada por Hélder Andrade Santos e este ano com o apoio do Académico de Torres Vedras (ATV), tem permitido acrescentar ao torneio qualidade em rinque e fora dele, como realça o mentor do projecto. “Temos verificado que as equipas têm-se apresentado, de ano para ano, melhor preparadas em termos qualitativos e também na organização da sua logística, o que confirma a ideia de que este torneio já faz parte do calendário anual dos atletas e veio para ficar. Continuamos a registar, igualmente, uma transição em massa das gerações mais velhas para as mais novas, sendo estas da maior importância para a continuidade do torneio. Se vemos equipas com novos elementos, significa que estes têm vontade de continuar uma ‘brincadeira’ começada há nove anos mas que já consegue aliar ao convívio a responsabilidade e a competitividade saudáveis, fruto da continuidade do projecto”, salienta Hélder Andrade Santos. O antigo hoquista fez questão de agradecer os apoios e de ressalvar a importância de realizar o torneio numa zona em que o hóquei tem pouca expressão. “É verdade que grande parte das pessoas que frequentam Santa Cruz são de Torres Vedras e conhecem a modalidade, mas também não é menos verdade que o hóquei, através deste torneio, vem a um lugar onde tem pouca expressão mas que já começa a ganhar raízes e ambiente. Há nove anos as pessoas vinham ao Parque de Jogos admiradas com o facto de se jogar hóquei ali, hoje já sabem que pelo mês de Julho haverá um dia cheio de hóquei e inclusive já conhecem de vista alguns dos elementos mais preponderantes. É importante agradecermos aos patrocinadores, nomeadamente e em termos organizativos à Câmara Municipal de Torres Vedras e ao Académico, mas também aos que estão com as equipas, pois sem eles esta expansão da modalidade de que tanto gostamos não seria possível”.

RESULTADOS
Grupo A
Páteo do Faustino 5-2 Duovisao
Páteo do Faustino 6-2 Impacto Visual
Impacto Visual 7-4 Duovisão

Grupo B
Remax Vantagem 3-2 Rotas do Oeste/Informestre
Roller One 5-3 Remax Vantagem
Roller One 5-3 Rotas do Oeste/Informestre
3º e 4º lugares
Remax Vantagem 9-2 Impacto Visual

Final
Páteo do Faustino 3-2 Roller One

Classificação

Páteo do Faustino
Roller One
Remax Vantagem
Impacto Visual
Informestre/Rotas do Oeste
Duovisão

Melhor marcador – Diogo Valverde (Remax Vantagem) – 5 golos
Jogador revelação – André Gaspar (Roller One)

Fonte / Fotos- Pedro Miguel Caldas

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo