a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Confiantes em “reverter ...

sábado , maio 28 2022
11

Play-off - Antevisão ...

sábado , maio 28 2022
15

Play-off - Antevisão ...

sexta , maio 27 2022
16

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61981

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30714

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24919

HC Braga arranca a 30 de ...

quarta , Ago. 21 2019
974

GC- Resumo OC Barcelos- ...

quinta , Abr. 14 2022
138

FC Porto goleia Benfica ...

sábado , Abr. 07 2018
1401

ventosaterapia

Juv.Viana2016176

O Jornal "O Jogo" destacou a Juv. Viana na sua edição de hoje, apontando a mudança ao leme da equipa de Viana do Castelo que conta agora com Renato Garrido como treinador e com o lendário Edo Bosch na baliza.

«Um treinador que esteve na equipa do deca portista e o guarda-redes que o ajudou a conquistá-lo serão peças fundamentais num Juventude de Viana que terá uma mescla entre jovens e veteranos
O Juventude de Viana, sétimo classificado em 2015/16, mudou de treinador e contratou três jogadores. Renato Garrido, adjunto de Guillem Cabestany, deixou o FC Porto - onde esteve muitos anos ao lado de Franklim Pais, fazendo parte da equipa do deca -, transferiu-se para Viana do Castelo e, com os minhotos, inicia "um novo ciclo". "Queremos ser uma equipa coesa e ambiciosa", garantiu o treinador, que consigo levou Edo Bosch, guarda-redes que serviu os dragões ao longo de 18 anos, Nuno Santos, médio que chega da equipa júnior do FC Porto, e Telmo Fernandes (ex-Póvoa).
Motivado pela "tradição de um clube que costuma encher o pavilhão" e focado no "trabalho e compromisso", o novo técnico do Juventude de Viana prepara o primeiro jogo do campeonato, a deslocação à pista da Sanjoanense, a 1 de outubro. A Taça CERS é outro dos desafios, sendo os alemães do Darmstadt o primeiro adversário, na primeira eliminatória, a 26 de novembro.
Depois da Elite Cup, torneio disputado em Coimbra com os oito primeiros classificados do campeonato de 2015/16, em que foi sexto, Renato Garrido sublinhou: "Vi que a equipa está a evoluir; há ideias novas que vão sendo assimiladas. O campeonato vai ser muito duro e é preciso calma. Há muito trabalho pela frente. Gostei muito da introdução do marcador eletrónico e da regra dos time-outs; são coisas novas que deviam pôr as pessoas a refletir e ser aceites."
Uma das maiores referências do hóquei português, Edo Bosch, que vive igualmente uma nova fase na carreira, acrescenta: "O torneio foi positivo e espero que se repita. A nossa equipa está a crescer. Deu para ver que, na Elite Cup, houve gente que preparou o torneio para ganhar e gente que se nota que ainda está em trabalho de pré-época." "Sabemos até onde podemos ir e estamos com vontade de começar", concluiu.»

Fonte|Foto: Jornal "O Jogo"

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha