a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Lucas Ordoñez- “Jogamos ...

quarta , Set. 28 2022
0

Alejandro Dominguez- “As ...

quarta , Set. 28 2022
1

Nuno Resende- “estas ...

quarta , Set. 28 2022
2

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62431

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31292

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25386

CN Sub-15- Sul – ...

terça , Mar. 21 2017
1762

3.ª Zona B- Penafiel ...

sexta , Fev. 11 2022
469

FPP- Esta segunda-feira ...

domingo , Jan. 28 2018
1580

Nail Art Nível I 19 Setembro

14494867 940131269430849 446001367424193712 n

UDC Nafarros – CP Beja 3-4

O Beja surpreendeu a equipa do Nafarros, na jornada que abriu o nacional da terceira divisão ao bater a equipa de Sintra por 4-3.
Partida onde o domínio pertenceu quase sempre ao Nafarros com mais posse de bola e até foi a equipa da casa a inaugurar o marcador por Pedro Albino aos 8 minutos.
O Beja chegaria ao empata aos dezassete minutos por intermédio do jovem Miguel Baia na transformação de um LD a castigar um CA mostrado a Miguel Caetano. E a equipa alentejana só não chegou ao intervalo a vencer por que o mesmo jogador desperdiçaria mias um livre directo desta feita por CA mostrado a Hugo Martins.
Segunda parte onde ao Nafarros, a exemplo do que acontecera na primeira metade teve quase sempre mais posse de bola, mas os contra ataques da equipa visitante a fazer mossa. Miguel Baia aos 12 minutos e Nelson Faísco aos 18 colocaram a equipa de Mané Castilho a vencer por 3-1.
O Nafarros no minuto seguinte ao terceiro golo sofrido tem oportunidade de reduzir mas Pedro Albino falha uma grande penalidade. André Martins aos 21 minutos consegue mesmo reduzir para 3-2 e seriam os últimos minutos a decidir o jogo.
André Martins aos e Bruno Santos aos minutos não conseguem converter as grandes penalidades que dispuseram e como “castigo” nos segundos seguintes viram Hugo Peitinho fazer o 4-2.
Miguel Caetano ainda reduziu logo de seguida, mas insuficiente para “roubar” os tres pontos que a equipa alentejana acabaria por arrecadar.
Ficou como lição ao conjunto de Ricardo Matos a falta de eficácia em particular nas bolas paradas e a sagacidade do conjunto que viajou de Beja para aproveitar bem as oportunidades que a defesa do Nafarros consentiu.

workshops para rodapé Noticias AutoManicura