a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

“A dificuldade era ...

sábado , Nov. 26 2022
20

Paulo Almeida- “A equipa ...

sábado , Nov. 26 2022
9

CNF- Dérbi de sentido ...

sábado , Nov. 26 2022
10

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62734

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31536

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25582

Paulo Passos e Marco ...

segunda , Abr. 16 2018
2832

FC Oliveira do Hospital ...

terça , maio 05 2015
2058

FPP- Observação e ...

sábado , Jun. 09 2018
1185

6 10Massagista Inícial

14707897 1353036588040336 8749946636641525129 o

AJ Salesiana - AE Física D 2-4

O Pavilhão dos Salesianos do Estoril, recebeu ontem um dos jogos mais aguardados da 2ª jornada do Nacional da 2ª Divisão - Zona Sul.
Frente a frente estavam 2 equipas que haviam vencido na 1ª jornada, e que pretendiam por certo confirmar as suas credenciais e a boa imagem deixada há uma semana.
A jovem e renovada equipa da casa, com um 5 inicial no qual marcavam presença 3 dos seus reforços, “Jomi”, André Ferreira e Hernâni, todos ex. C.A.C.O., começou o jogo com grande dinâmica na sua circulação de bola, quando em ataque planeado, e muito concentrada nas transições defensivas, de modo a evitar ser surpreendida em contra-ataque pelo experiente adversário, que apenas contava com o "reforço" Gaspar no seu 5 inicial, mantendo dessa forma e espinha dorsal de anos anteriores, embora ainda privada de uma das sua principais referências, que é Carlos Godinho, ainda em recuperação de uma arreliadora lesão.
Foi então perante uma equipa da casa muito irreverente no ataque, embora muito acantonada defensivamente dentro da sua área, que a Física de forma mais pausada foi tentando aos poucos ir tomando conta do jogo, algo que nunca foi totalmente conseguido, mesmo quando Vicente abriu o activo, através da marcação irrepreensível de uma grande penalidade, quando já havíamos entrado nos últimos 10 minutos da 1ª parte.
Os comandados por Costa Duarte, tentaram ser mais objectivos no ataque, mas uma vez mais Ricardo Miranda era uma muralha sempre que chamado a intervir, isto até que surge nova grande penalidade, desta feita a penalizar os Torrienses, numa infracção que poucos terão descortinado no pavilhão.
Chamado a marcar, "Jomi" converteria de forma superior, restabelecendo a igualdade, resultado com que se chegaria ao intervalo.
A 2ª parte começa com uma toada idêntica há da 1ª, com a Física a chegar de novo à vantagem, através de Garrancho, que finalizaria com classe uma excelente jogada de envolvimento do ataque Torriense.
Ambos os treinadores iam fazendo algumas (poucas) alterações, principalmente com o intuito de dar descanso a alguns dos seus atletas, e nesse aspecto é de salientar a entrada do jovem Fábio Cambão de apenas 17 anos, na equipa da Física ele que instantes depois esteve próximo de ampliar a vantagem.
Não marcou a Física, acabou por empatar a Salesiana, de novo de bola parada, desta feita por Hernâni na conversão de um Livre Directo a penalizar a 10ª falta do adversário.
Estávamos a cerca de 15 minutos do final, e percebia-se que a eficácia poderia vir a ser determinante no desfecho final da partida, daí que quando André Gaspar desperdiçou o Livre Directo, que penalizava a 10ª falta de equipa dos da casa, julgou-se que isso poderia reverter em benefício dos "canarinhos", mas na verdade o jovem avançado haveria de se redimir, marcando o 3º golo da sua equipa com um vistoso desvio de bola, na sequência de uma 1/2 distancia do incansável João Lima.
Entrava-se na recta final da partida, com a Salesiana a tentar pressionar a toda a pista mas sem conseguir atingir os resultados desejados, pois seria nesta fase que a Física teria as situações mais flagrantes de golo, tendo sido André Gaspar o jogador em destaque neste período, 1º por voltar a desperdiçar um LD (15ª da Salesiana) enviando a bola ao ferro da baliza e mais tarde, já no decurso do último minuto de jogo, fechando a contenda, marcando na cara de um desamparado "Gui".
Em mais um bom jogo, a vitória acabou por premiar a equipa mais experiente e pragmática na abordagem do mesmo.

Fonte / Foto – José Carlos Gaspar

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação