a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

3ª divisão - HC Fão soma ...

domingo , Out. 25 2020
8

Famalicense goleia Riba ...

domingo , Out. 25 2020
9

CNF- Leoas com mão cheia ...

domingo , Out. 25 2020
9

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59532

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27423

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21832

" hat-trick " de Márcio ...

terça , Abr. 16 2019
565

Oeiras surpreendido pela ...

segunda , Out. 20 2014
2732

Académico Sub20 vence em ...

sexta , Out. 03 2014
2421

Pluriform PP1

1M PETC Herrigen HCT 3 16 17

A 1ª Mão da Pré-Eliminatória da Taça CERS ditou que o HCT fizesse uma viagem até terras alemãs, mais precisamente até à cidade de Hamm, para defrontar o vice-campeão alemão, o S.K. Germania Herrigen. Frente a um conjunto da casa forte, que mostra domínio, juntamente com o campeão ERG Iserlohn, no capítulo interno, os turquelenses passaram dificuldades esperadas, mas mostraram seriedade e respeitaram o adversário, conseguindo uma vantagem tangencial (2-3) para o jogo da 2ª Mão em Turquel. Colocando-se em vantagem no marcador por 0-2, a equipa orientada por João Simões ganhou tranquilidade e nem a igualdade a duas bolas conseguida pelos da casa no início da segunda parte tirou o foco aos alvinegros, que fizeram o 2-3 e nunca mais se deixaram apanhar no marcador para vencerem com inteira justiça. O capitão Vasco Luís, o reforço João Silva “Janeka” e Xanoca anotaram os tentos turquelenses.
Primeira parte com entrada forte dos de Turquel, que tentaram impor as suas leis e logo aos cinco minutos o capitão turquelense, Vasco Luís, aproveitou um ataque rápido para desferir uma “bomba” e inaugurar o marcador. Os da casa tentaram reagir com os irmãos Kevin e Lucas Karschau a assumirem as despesas do jogo ofensivo dos germânicos, mas foi o reforço alvinegro, João Silva “Janeka” que conseguiu fazer o 0-2 com uma meia-distância colocada desde a esquerda do seu ataque. Com o segundo golo dos “brutos dos queixos” os ânimos dos adeptos alemães esfriaram, mas a equipa comandada pelo técnico Christian Zarod reagiu bem, criou algumas situações de perigo e reduziu bem no finalzinho da primeira parte, com Robin Schulz a assistir Luis Hages no interior da área e este com um toque subtil a desviar de Tuga para o 1-2, resultado com que se atingiu o intervalo.
A abrir o segundo tempo surgiu o empate (2-2). A dupla de arbitragem Suíça descortinou um penalty cometido por Vasco Luís no interior da área, alegando um “agarrão” do capitão turquelense a um contrário. Chamado à conversão, Robin Schulz parece ter permitido a defesa de Tuga, mas um dos árbitros do encontro, estranhamente, apitou para o centro do rinque, validando um golo que nunca pareceu ter existido, tendo em conta que o esférico, em momento algum, parece ter transposto a linha de baliza, ficando sim “presa” no corpo de Tuga. Apesar da polémica e da aparente injustiça os visitantes não se perderam e mantiveram o foco necessário para se colocarem de novo em vantagem (2-3) através de Xanoca, ele que combinou bem com Vasco Luís e colocou a bola pelo buraco da agulha, impedindo deste modo que os visitados pudessem galvanizar-se. Até final, os turquelenses fecharam linhas e bloquearam as tentativas de meia-distância do adversário, conseguindo sempre ir “picar o ponto” junto da baliza germânica. O júnior Tiago Mateus por duas vezes, Luís Silva e Pedro Vaz também em duas ocasiões, surgiram na cara do guardião Timo Tegethoff, mas o número 1 do Herrigen respondeu com qualidade e deixou a sua equipa a “respirar” e com aspirações de passagem à próxima eliminatória, numa segunda mão em Turquel que se prevê dura para os da aldeia do hóquei.
No próximo dia 26 de novembro de 2016, às 21 horas, o HCT joga em casa a 2ª Mão desta pré-eliminatória e partirá para o jogo de volta com apenas um golo à maior que os vice-campeões alemães, o S.K. Germania Herrigen, um adversário de valor, que vendeu cara a derrota e que trouxe dificuldades já esperadas pelos responsáveis turquelenses.

Local: Glückauf Arena – Hamm (Álemanha)

Árbitros: Johanes Schneider (Suíça), Roland Eggimann (Suíça), Bernd Ullrich (Alemanha) (Delegado CERH)

S.K. Germania Herrigen: [1] Timo Tegethoff (GR), [2] Kevin Karschau, [29] Lucas Karschau (C), [3] Liam Hages, [9] Stefan Gürtler, [18] Robin Schulz (1), [77] Luis Hages (1). Não jogaram: [17] Michael Baukloh, [11] Philipp Michler e [13] Justin Klein.
Treinador: Christian Zarod

H.C. Turquel: [13] Marco Barros “Tuga” (GR), [24] André Pimenta, [9] Vasco Luís (C) (1), [22] Luís Silva, [79] Alexandre Marques “Xanoca” (1), [53] Pedro Vaz, [57] João Silva “Janeka” (1), [4] Daniel Matias e [58] Tiago Mateus. Não jogou: [10] Samuel Santos (GR)
Treinador: João Simões

Faltas de Equipa: 8-8

Resultado ao intervalo: 1-2

Resultado Final: 2-3

Fonte / Foto- Site Oficial do Hóquei Clube de Turquel

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeSobrancelha