a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Juventude de Viana - HC ...

sexta , Dez. 04 2020
77

CNF- Leoas metem a sexta ...

sexta , Dez. 04 2020
25

Paulo Freitas- “Este é o ...

quinta , Dez. 03 2020
15

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59657

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27599

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21982

Vitor Hugo E Baliu a ...

sábado , Out. 08 2016
1507

SL Benfica, Bicampeão do ...

domingo , Out. 06 2019
1142

Hóquei NO Feminino - ...

quinta , Abr. 07 2016
1042

calendario Pluriform 4

58477 10200759342620855 1569133431 n

Depois de uma exibição menos conseguida na passada jornada, os seniores do Parede FC deslocam-se este este sábado ao terreno do Alenquer e Benfica, no jogo que encerra a primeira volta do campeonato.
Simão Lage, avançado paredense, afirma que o Parede entra em todos os jogos para vencer, especialmente quando se vem de uma derrota:
"As derrotas têm-nos sabido mal. Disputada quase toda a primeira volta, a sensação com que ficamos é a de que poderíamos ter vencido qualquer jogo, e naturalmente criamos uma ambição maior que nos desilude mais quando não atingimos aquilo que pretendíamos. O jogo com o Alenquer vai ser abordado como temos abordado qualquer outro jogo. Observámos os pontos fortes e fracos do Alenquer e estamos a trabalhar para regressar às vitórias. O único pensamento que nos ocorre é sair de Alenquer com os três pontos."
Antevendo um adversário sempre complicado na condição de visitado, o Simão explica-nos que a maior arma do Parede vai ser a paciência durante o jogo:
"Este campeonato tem-se revelado uma caixa de surpresas e todas as semanas elas acontecem. Isso só nos faz respeitar todas as equipas que defrontamos. Vamos ter de ser pacientes. O Alenquer é uma equipa que joga muito fechada e, como tal, acho que vai ser um jogo resolvido nos detalhes. A principal arma do Alenquer é o colectivo devido ao modo como jogam, mas nós temos preparado bem o jogo e acho que vamos chegar a Sábado com a lição bem estudada."
O nº 87 rubro-negro afirmou que a união da equipa juntamente com o trabalho colectivo, dá frutos durante as exibições:
"Não sinto que a equipa se una mais ou menos com as derrotas. A união é algo que está sempre presente independentemente dos resultados. O que eu acho é que, quando perdemos, o factor que nos faz superar as derrotas e evitar que existam rupturas é o facto de assumirmos uma culpa conjunta e não individualizarmos culpas. É feita, isso sim, uma análise construtiva aos erros que foram cometidos. A união é uma das nossas maiores armas e quando um de nós baixa a cabeça, temos o resto da equipa para o ajudar a erguê-la. É um dos nossos maiores ideais e é por isso que estamos onde estamos e somos aquilo que somos hoje. Quando se trabalha num sítio em que existe esta união, esta cumplicidade e este respeito é muito fácil ser-se feliz."

Fonte – facebook do Parede FC

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo