a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Prestigiado Jorge ...

quarta , Jul. 17 2019
102

Novidade no Cartaipense

quarta , Jul. 17 2019
111

Ângelo Girão e João ...

quarta , Jul. 17 2019
24

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56984

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24956

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19912

Vasco Pereira reforça os ...

quinta , Jul. 07 2016
1463

Ricardo Miranda renova ...

quinta , Ago. 09 2018
508

TP- “Briosa” goleou e ...

domingo , Jan. 17 2016
956

interioresinteriores

oliv porto

UD Oliveirense e FC Porto empataram este fim de semana a 6 bolas, em jogo da 23.ª Jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, com ambos os treinadores bastante insatisfeitos a contestarem as expulsões de João Souto (UDO) e Jorge Silva (FCP), dando a entender que foi injusta a expulsão dos mesmos em declarações ao Jornal "O Jogo" e ao Jornal "A Bola". 

Tó Neves: "Não vi nada que justificasse vermelhos" - Jornal "O Jogo"
"Na primeira parte, o FC Porto foi tremendamente eficaz. As oportunidades que criámos foram o triplo das que o FC Porto concretizou. Quanto aos cartões vermelhos, não vi nada que os justificasse. Já vi situações no hóquei muito graves, que não foram penalizadas. Aqui, fiquei admirado."

Tó Neves: "Expulsão marca" - Jornal "A Bola"
"Na primeira parte, o Porto foi tremendamente eficaz mas na segunda houve muito equilíbrio. Com a expulsão do João Souto perdemos uma solução importante para o próximo jogo."

Guillem Cabestany: "O Jorge Silva não fez mais do que os outros" - Jornal "O Jogo"
"Fizemos uma grande primeira parte e chegámos merecidamente à frente do marcador. Na segunda, às vezes duvidámos se devíamos continuara ir á baliza ou não. Quanto ao vermelho, o Jorge [Silva] nãofez mais do que os outros jogadores. Vi gestos piores e espero contar com ele no próximo jogo."

Guillem Cabestany: "Requer análise" - Jornal "A Bola"
"O FC Porto fez uma grande primeira parte num jogo com histórias que precisam duma análise profunda pelas entidades responsáveis pela modalidade. Na parte final do jogo foi impossível controlar as emoções dos jogadores."

Foto|Fonte: Jornal “O Jogo" e Jornal "A Bola"

workshops para rodapé Noticias AutoManicura