a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Resumo HC “Os Tigres” - ...

segunda , Jan. 18 2021
65

Provas europeias serão ...

segunda , Jan. 18 2021
80

Resumo Famalicense AC- ...

segunda , Jan. 18 2021
69

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59909

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27839

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22198

CN Sub13 2.ª Fase: FC ...

domingo , maio 22 2016
2316

AD Limianos garante ...

sábado , Jun. 02 2018
681

Taça de Aveiro - ...

terça , maio 05 2015
1253

janeiro Pluriform 2

MartaVieiraFPP

«A poucos dias do Campeonato do Mundo e já em território chinês, a seleção nacional feminina intensifica os trabalhos para conquistar o troféu que ficou perto na ultima edição no Chile. Estivemos à conversa com Marta Vieira que foi convocada pelo selecionador Carlos Pires para perceber como vai o espírito da equipa e as dificuldades.

DéA. Qual é o nível de preparação para o campeonato do mundo?
MV. Trabalhamos desde o dia 7 até ao dia 19, com sessões bi-diárias, fazendo treinos amigáveis as terças e quintas contra as outras duas seleções que se encontravam a trabalhar, sub-20 e seniores, respectivamente.

DéA. Como está a ser a adaptação ao país, fuso horário e gastronomia local?
MV. Complicado, é uma realidade distinta e há muitas barreiras linguísticas, o que torna tudo pior, mas há que fazer um esforço, concentrar nas coisas positivas e sofrer para depois desfrutar daquilo que é o nosso objectivo.

DéA. Voltou a ser chamada à seleção para disputar uma importante competição, como se sente?
MV. Feliz, sempre digo o mesmo mas é a verdade e não posso contornar, andamos nisto quase de graça, muitas de graça, isto é uma recompensa, é o que faz todas as horas “perdidas” valer a pena!

DéA. De alguma forma a presença de Portugal no campeonato do mundo vem trazer reconhecimento a esta enorme seleção e o seu trabalho?
MV. Vir a um mundial, envolve sempre gastos, ou seja somos um investimento, partindo daí, a única conclusão a que chego é que se esse investimento não fosse feito, seria uma falta de consideração por esta enorme selecção e o seu trabalho. Sobretudo depois de sermos vice campeãs do mundo.

DéA. O sorteio ditou Portugal no grupo B, que avaliação faz das adversárias?
MV. Para mim será uma estreia, ainda não joguei contra nenhuma das três seleções mas conheço de ver outros jogos, de as ver nos clubes, de ouvir falar, são as quatro seleções boas, ou seja é um grupo com muita qualidade, o que nos obriga a estar ao nosso nível.»

Foto|fonte: www.desportoeaqui.wordpress.com

workshops para rodapé Noticias EscovaProgressiva