HelderNunesRecordFinal124

«Derrotados na final do Mundial de hóquei em patins frente a Espanha, os jogadores da Seleção Nacional foram unânimes a destacar a atitude da equipa no jogo.
"Não terminou como queríamos. Sabíamos que ia ser uma final extremamente difícil, mas sofremos e trabalhámos muito para chegar a esta final. Estamos tristes, mas com o sentimento do dever cumprido no sentido de que demos tudo para estar nesta final, uma final que Portugal falhava há vários anos. A um minuto do fim estávamos 'mortos' e chegámos aos penáltis. Demostrámos o nosso valor. Foi tudo difícil: a temperatura, a comida, e um pavilhão vazio, a que não estamos habituados, nem nós nem ninguém. Custa ver esta modalidade assim", afirmou Hélder Nunes no final do encontro.
Um sentimento partilhado por Gonçalo Alves. "Não terminou da maneira que queríamos, sermos felizes na pista. Tivemos a sorte de ir ao prolongamento, mas os penáltis... Foi a vitória de Espanha, mas fizemos um grande Mundial. Agora é começar a pensar nos nosso clubes, numa nova temporada".
Pedro Henriques, guarda-redes de 'serviço' nos penáltis, não escondeu o orgulho na prestação nacional. "A verdade é que se trata de uma final de um Mundial, era algo que queríamos muito, muito, custou-nos muito chegar até aqui. Na 1ª parte do jogo, Espanha controlou melhor e na 2.ª reagimos e aproveitámos o livre direto no último segundo. Nos penáltis é a lotaria: uns dias calha-nos bem, outros não, mas estamos orgulhosos do que fizemos, de termos caído de pé", concluiu.»

Foto|Fonte: Jornal "Record"

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo