carlosmartins1

Carlos Martins, ex-internacional português que iniciou a carreira de treinador no Mundial-2017, na China, ao serviço de Moçambique, está disponível para continuar a trabalhar com a seleção de hóquei em patins.

A primeira experiência de Carlos Martins enquanto treinador correu bem, ele que conta com passagens por Benfica e Sporting, uma vez que conseguiu manter Moçambique ‘vivo’ no Grupo A do Campeonato do Mundo e, entretanto, manifestou vontade para continuar a apoiar o hóquei moçambicano.
«Serei sempre o braço direito de Moçambique. Pedro Nunes será o selecionador até que a federação queira e acho que deve querer…, porque tem uma pérola em mãos. No que me diz respeito, estarei sempre disponível», disse.
Carlos Martins afirmou, depois, que o grupo de jogadores com quem trabalhou dava garantias de um Mundial "mais bem-sucedido".
«Moçambique poderia ter ido mais longe no Mundial. Penso, aliás, que podia ter ficado dois lugares acima. Foram criadas expetativas nesse sentido», frisou.
No próximo Mundial, em Barcelona (Espanha), em 2019, acredita que os hoquistas, que apelidou de «bravos», têm tudo «para superar o oitavo lugar alcançado na China».

Fonte / Foto – Jornal “A Bola”

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação