a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Entrevistas

À conversa com Sergi ...
SergiPunset
Foto CS Candelária - Serig Punset Estivemos à conversa ...
Ler
À conversa com João ...
JoaolealGulpilhares
Foto Facebook ACD Gulpilhares Estivemos à conversa com ...
Ler
À conversa com Miguel ...
MiguelFreitas
Miguel Freitas esteve à conversa com a Plurisports e falou ...
Ler
À conversa com Diogo ...
DiogoFernandes
Estivemos à conversa com o jovem guarda-redes Diogo ...
Ler
À conversa com André Gil
AndreGilFisica
Estivemos à conversa com o treinador da AE Física, André ...
Ler
À Conversa com João Costa
João Costa
João Costa esteve à conversa com a Plurisports e falou da ...
Ler
  • Hot
  • Top
  • Outras

HC Fão derrota ...

segunda , Out. 23 2017
16

FPP- CD Paço de Arcos ...

segunda , Out. 23 2017
27

Camp. Nac. Fem. - Zona ...

segunda , Out. 23 2017
246

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
22112

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
17606

Saiba quais os 10 ...

sexta , Ago. 19 2016
13147

CR- AP Lisboa- Sub-13- ...

domingo , Jan. 10 2016
537

Resumo 3.ª Jor. 1.ª Div: ...

domingo , Out. 23 2016
549

Camp. Nac. Fem. 1.ª Fase ...

quarta , Fev. 01 2017
611

Portucale

22141214 10155089555871378 9026513008569383435 n

«O histórico Infante Sagres regressa esta temporada à elite do hóquei em patins nacional após 5 épocas consecutivas na 2ª divisão.

O Infante Sagres é um clube histórico da modalidade, fundado em 1936, foi vice-campeão por quatro vezes na sua história mas nunca conseguiu conquistar o título de campeão. É um dos
poucos clubes ainda activo que participou na primeira edição do campeonato nacional, em 1938.

Em 2016-17 o Infante Sagres mostrou que era equipa com valia para a primeira divisão terminando a zona norte do segundo escalão numa 2ª posição que lhe dava acesso ao playoff de
promoção, ficando apenas atrás de um super HC Braga. Para isso contou com a experiência do seu capitão Tiago Pinheiro, com a irreverência de João Paulo Candeias e com a veia goleadora de Tiago Jorge, que terminou a competição com o 4º melhor registo na tabela dos goleadores com 55 golos.

No playoff, a turma de Fernando Almeida iria enfrentar a AE Física D de Torres Vedras, a grande favorita à conquista da Zona Sul mas que a terminou na 2ª posição atrás de um sensacional HCP Grândola. Apesar da dificuldade, o Infante acabou mesmo por triunfar em ambas as partidas, por 7-6 em casa e 4-3 em Torres Vedras carimbando assim o regresso à divisão máxima do hóquei português.

O desafio da primeira
Para a esta nova temporada o Infante Sagres regista quatro saídas do plantel, a mais sonante sendo a do artilheiro Tiago Jorge. O jovem avançado deixa a cidade do Porto após apenas uma época com as cores do Infante e ruma à sua terra natal e ao FC Oliveira Hospital. Para além de Tiago Jorge, deixam a equipa portuense Carlos Resende, Ivo Nascimento e Nuno Santos.

Para colmatar estas saídas o Infante Sagres apresenta três reforços, João Rodrigo Campelo chega proveniente do Sporting CP “B” onde realizou na temporada transacta o primeiro ano de
sénior, tendo ajudado a jovem formação leonina a garantir a subida para a 2ª divisão nacional.

Tiago Ferraz também é reforço para a equipa da cidade invicta, jogador com muita experiência de 1ª divisão chega proveniente do Valença HC onde apenas realizou uma temporada, tendo
já representado na sua carreira AD Sanjoanense, UD Oliveirense, HA Cambra e ACD Gulpilhares.

Outro jogador que traz muita experiência e será uma peça fulcral nesta formação é Bruno Fernandes, avançado que na última temporada defendeu as cores da UD Oliveirense e que conta
no currículo com passagens por AA Espinho, HA Cambra e Alcoy de Espanha.

O Infante Sagres versão 2017-18 será uma equipa alicerçada na experiência dos seus jogadores e que privilegiará um jogo mais colectivo e de menor velocidade deixando os desequilíbrios individuais para o irreverente João Paulo Candeias, o jogador do plantel com uma técnica mais apurada. No geral uma equipa ciente das dificuldades que a espera a este nível e que será um dos principais candidatos à despromoção, para escapar a esse destino terá de fazer da sua casa uma verdadeira fortaleza amealhando pontos contra equipas da metade inferior da tabela para aumentar as chances de sobrevivência.

Só assim o clube conseguirá fazer melhor que na última temporada entre os grandes, em 2011-12 o então recém promovido Infante terminou em último lugar voltando assim ao segundo escalão. Esta época os pupilos de Fernando Almeida seguramente vão lutar arduamente para não repetir essa prestação e manter-se entre a elite da modalidade.»

Fonte: Fairplay.pt

workshops para rodapé Noticias VernizGel