a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Águias estagiam em ...

sexta , Ago. 19 2022
14

Paulo Pereira segue na ...

sexta , Ago. 19 2022
11

Protocolo do Sistema de ...

quinta , Ago. 11 2022
76

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62225

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31094

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25236

Jogo da OK Liga Liceo - ...

quarta , Set. 30 2020
766

2.ª Jornada da Liga ...

quarta , Nov. 23 2016
1875

Pavilhão Desportivo ...

quinta , Jul. 02 2020
1357

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

img 770x4332017 05 20 19 48 56 1267209

Paulo Freitas lançou a partida contra o HC Grândola sem negar o favoritismo dos leões, mas avisando para os perigos da partida.
A equipa leonina de hóquei em patins vai disputar neste sábado a segunda jornada do Campeonato Nacional, frente ao HC Grândola, e o treinador Paulo Freitas garante que todo o grupo está motivado depois da vitória na ronda inaugural.
Esta é uma equipa sempre muito motivada. Já tive oportunidade de o dizer: as vitórias trazem satisfação e boa disposição e por isso é preferível trabalhar em cima de vitórias, mas a motivação tem de cá estar sempre. Só o facto de representarmos este Clube significa motivação. Não é só por termos ganho no primeiro jogo que temos esse estado de espírito", disse, dando a receita para repetir o triunfo conseguido contra o Infante Sagres.
"A vitória vai-se montar essencialmente pelo respeito que temos pelo adversário. Não acreditamos em facilidades, acreditamos no nosso trabalho e na nossa competência. Podem esperar sempre da nossa parte um respeito enorme, embora não fujamos do favoritismo no jogo. Temos de ser sérios e rigorosos para conquistar os três pontos", afirmou Paulo Freitas, explicando que os limites do grupo leonino terão de ser constantemente colocados à prova, e que é isso que pretende vir a fazer.
"Diria que, se agora estamos a 100%, poderemos chegar aos 110%. Quando aí estivermos, quereremos chegar aos 120%, e por aí adiante. Se hoje estou satisfeito, amanhã chego cá com novas exigências. Não temos limites", finalizou o treinador português.

Fonte – www.sporting.pt

Foto - Jornal "Record"

workshops para rodapé Noticias AutoManicura