a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Entrevistas

À conversa com Sergi ...
SergiPunset
Foto CS Candelária - Serig Punset Estivemos à conversa ...
Ler
À conversa com João ...
JoaolealGulpilhares
Foto Facebook ACD Gulpilhares Estivemos à conversa com ...
Ler
À conversa com Miguel ...
MiguelFreitas
Miguel Freitas esteve à conversa com a Plurisports e falou ...
Ler
À conversa com Diogo ...
DiogoFernandes
Estivemos à conversa com o jovem guarda-redes Diogo ...
Ler
À conversa com André Gil
AndreGilFisica
Estivemos à conversa com o treinador da AE Física, André ...
Ler
À Conversa com João Costa
João Costa
João Costa esteve à conversa com a Plurisports e falou da ...
Ler
  • Hot
  • Top
  • Outras

Taça APL já está nos ...

segunda , Fev. 19 2018
13

Juniores - Valongo e ...

segunda , Fev. 19 2018
21

LE- Resumo do ERG ...

segunda , Fev. 19 2018
9

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
22837

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
18178

Saiba quais os 10 ...

sexta , Ago. 19 2016
13753

FPP faz correção do ...

terça , Dez. 02 2014
1207

Sporting vence Candelária

sábado , Nov. 29 2014
1116

Resumo Liga Europeia ...

terça , Nov. 28 2017
149

Portucale

23167882 571638676516666 68200425000490939 n

GRF Murches – Candelária SC 7-4

O Murches que milita na 3.ª divisão “empurrou” para fora da Taça o Candelária, equipa que esta temporada desceu à divisão secundária.
Jogo com muitos golos, onde Gonçalo Reis, do Murches esteve em plano de destaque pelo hat trick que apontou neste encontro.
A equipa insular abriu cedo o marcador, logo aos dois minutos por Alan Fernandes, mas Gonçalo Reis empataria aos 10 minutos. Resposta do Candelária que ainda nesse minuto voltaria a ganhar vantagem com Edgar Pereira a fazer o 2-1 de GP.
A equipa do Muches chegaria à vantagem com Gonçalo Reis a bisar (aos 14 e 15 minutos, respectivamente. Nova resposta dos açorianos que empatam no minuto seguinte por Edgar Pereira. José Rocha nos segundos finais do primeiro tempo voltaria a por a equipa da casa em vantagem.
Segunda parte pautada pelo equilíbrio, embora com o Candelária a mostrar mais posse de bola mas seria o conjunto de Cascais a “matar” o jogo com três golos sem resposta. Diogo Oliveira, João Capitolino e Diogo Lourenço a colocarem o resultado em 7-3. A dois minutos do final do jogo o inevitável Edgar Pereira a reduzir para 7-4, resultado que já não se alteraria.
Triunfo da formação orientada por Luís Adrião que segue assim para os 32 avos de final da taça de Portugal.

workshops para rodapé Noticias NailArt