a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

O “Palácio Riazor” vai ...

quinta , Nov. 14 2019
55

Carlos Nícolia- “temos ...

quinta , Nov. 14 2019
80

AP Setúbal anuncia ...

quinta , Nov. 14 2019
65

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57556

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25505

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20315

Suíça soma segunda ...

quinta , Set. 10 2015
939

AD Oeiras e Paço de ...

segunda , Abr. 18 2016
885

Inscrições na Etapa de ...

domingo , Jul. 19 2015
1103

interioresinteriores

GCSplbasdas

«O treinador do FC Porto elogiou bastante a forma como em Portugal se vive o hóquei em patins e não teve dúvidas em considerar que esta é uma realidade «de topo» na modalidade.

«Vim da Catalunha e de Itália e aqui encontrei o hóquei em patins que se diz estar no topo. Mas faltam-nos mais países. Não tenho dúvida nenhuma de que o país onde o hóquei está mais valorizado é Portugal. Para mim, estar no FC Porto é uma sorte; este clube supera todas as comparações», referiu, numa entrevista ao jornal O Jogo.

O técnico explicou também os aspetos diferenciadores das outras forças da modalidade, ainda que considerando que há muito a melhorar para chegar ao nível de outras modalidades de pavilhão.

«Em Portugal, temos condições que não se encontram em mais nenhum local, mas se comparar com andebol ou basquetebol, a organização está muito acima, em seriedade, rigor e imagem. O hóquei continua a sofrer com críticas constantes. Cá temos o mais importante, que são os adeptos, gente que gosta de hóquei, e temos obrigação de melhorar», enalteceu.»

Foto|fonte: zerozero.pt

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação