a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Marlene Sousa- “Agora o ...

segunda , Mar. 30 2020
75

Tiago Rafael sético em ...

segunda , Mar. 30 2020
70

Ordoñez e o que falta ...

segunda , Mar. 30 2020
76

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58441

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26332

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20959

Elite Cup- “hat trick” ...

sexta , Set. 20 2019
344

Barcelona segura ...

quarta , Mar. 14 2018
530

AD Sanjoanense organiza ...

quarta , Set. 10 2014
2482

interiorespluri unhas J

paulofreitas

Paulo Freitas, treinador verde e branco, elogia a atitude dos seus leões admitindo que o golo foi sendo sucessivamente negado pelo guarda-redes adversário
O treinador da equipa principal de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal, Paulo Freitas, comentou as incidências da vitória (3-0) no terreno do Paço de Arcos, encontro que já tinha perspectivado de grande dificuldade para a sua equipa.
"Sabíamos das dificuldades que vínhamos encontrar. A ausência dos dois jogadores emprestados pelo Sporting CP era uma falsa questão até porque seria um motivo para que os outros jogadores dissessem ao treinador que estão presentes e que continuam a ser uma equipa de qualidade, com um cinco inicial muito experiente. Sabíamos que iria ser muito pelo desgaste: tínhamos que imprimir um ritmo elevado no jogo e o golo foi sendo adiado pela exibição do Diogo Almeida. O Girão também esteve em grande nível. Estes jogadores estão de parabéns porque fazem um colectivo muito forte e foi isso mesmo que acabei de lhes dizer. Estamos no bom caminho e agora só temos de recuperar para segunda-feira regressar ao trabalho", começou por dizer.
O técnico leonino explicou ainda as dificuldades maiores que sentiu na etapa incial do encontro: "No primeiro tempo o Diogo esteve muito bem, mas nós também cometemos alguns erros, designadamente no demasiado transporte de bola, quando o objectivo era exactamente o contrário. Foi o que fizemos na segunda parte, com passe/corte/deslocamentos longos. Criar esse tipo de dificuldades ao adversário e desgastá-los fisicamente".

Fonte – www.sporting.pt

workshops para rodapé Noticias AutoManicura