imgS620I213986T20180131102719

Lesão de André Azevedo em causa.
Com a lesão de André Azevedo, sofrida no último sábado, por ter sido atingido por uma bola, voltou aos meandros do Hóquei em Patins a questão de todos os jogadores usarem ou não máscaras de proteção.
O avançado da Juventude Viana foi operado a um olho, devido a uma fratura do osso malar, no jogo contra o Paço de Arcos, e tem a época em risco. Este é só mais um dos muitos casos de lesões semelhantes nesta modalidade...

World Skate proíbe...
Contactado pelo jornal OJogo, Fernando Graça, membro do comité de hóquei em patins da World Skate, afirmou que a organização mundial da modalidade «proíbe a utilização universal de capacetes e proteções faciais, admitindo apenas, em casos especiais e mediante relatório médico, máscaras que têm de ser aprovadas pelas autoridades organizadoras dos campeonatos e são analisadas caso a caso», tendo já proibido a medida em Espanha e Itália.
Esta versão de Fernando Graça foi confirmada por Paulo Rodrigues, vice presidente da Federação Portuguesa de Patinagem, que admite até que a «taxa de acidentes é baixa».
«Face ao número de jogos e atletas, a taxa de acidentes é baixa. Uma eventual medida [proteção universal] tem de ser, contudo, despoletada pela Federação Internacional em assembleia geral», acrescentou.
... Mas máscaras seriam bem vindas
Porém, esta medida, que já foi recusada em diferentes países, seria bem-vinda, segundo afirma Renato Garrido, treinador de André Azevedo na Juventude de Viana. Mesmo ciente do incómodo que a máscara traria aos jogadores...
«As máscaras, desde que sejam bem pensadas e estudadas e melhorem a segurança, são bem-vindas. Se as usarem desde pequenos, os jogadores adaptam-se e no futuro terão mais facilidade», refletiu.

Fonte/ Foto – www.zerozero.pt

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha