a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Sergi Miras com proposta ...

quarta , Jan. 23 2019
127

Eduard Lamas é alvo do ...

quarta , Jan. 23 2019
86

FPP- Nomeações de 23 ...

quarta , Jan. 23 2019
122

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56257

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24191

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19362

Guillem Perez- “Fizemos ...

sábado , Out. 22 2016
772

Agenda e Nomeações para ...

sexta , Out. 21 2016
1066

FPP atualiza lista dos ...

segunda , Nov. 06 2017
491

Plurisports Barbeiro Pluriform

Liga Europeia de Hoquei em Patins grupo B FC Porto VIC 04 11 17 Cabestany

«Treinador gostou da forma como o FC Porto soube gerir a vantagem mínima na vitória difícil sobre a Oliveirense

Guillem Cabestany estava satisfeito com a exibição e com a vitória do FC Porto Fidelidade sobre a Olvieirense (4-3)​, nos 16 avos da Taça de Portugal, mas sobretudo com a forma como a equipa soube gerir a vantagem mínima na parte final do jogo, disputado na tarde deste sábado, no Dragão Caixa: “Estamos a aprender a sofrer e esse é um pormenor a ter em conta, de que a equipa consiga nos momentos difíceis suportar o sofrimento e saber ganhar estes jogos”.

O treinador catalão destacou ainda o bom desempenho de Nélson Filipe na baliza portista, tal como o capitão Hélder Nunes, nas declarações ao Porto Canal no final do encontro.​​

Cabestany

“Tivemos que sofrer muito, ainda que tenhamos feito um bom jogo. Estava à espera da melhor a Oliveirense, se calhar ao contrário de muita gente. Quando há um plantel com grandes jogadores, como é caso, só tínhamos que esperar a sua melhor versão. Fizemos um bom jogo, mas nos momentos da segunda arte em que podíamos ter marcado o golo da tranquilidade, ele não apareceu, nem nas bolas paradas nem nas várias transições que fizemos. Tivemos que sofrer, o Filipão teve uma tarde muito inspirada. Estamos a aprender a sofrer, como aconteceu hoje e esse é um pormenor a ter em conta, de que a equipa consiga nos momentos difíceis suportar o sofrimento e saber ganhar estes jogos.”»

Foto|Fonte - FC Porto

 workshops para rodapé Noticias AutoManicura

Treinador gostou da forma como o FC Porto soube gerir a vantagem mínima na vitória difícil sobre a Oliveirense


Guillem Cabestany estava satisfeito com a exibição e com a vitória do FC Porto Fidelidade sobre a Olvieirense (4-3)​, nos 16 avos da Taça de Portugal, mas sobretudo com a forma como a equipa soube gerir a vantagem mínima na parte final do jogo, disputado na tarde deste sábado, no Dragão Caixa: “Estamos a aprender a sofrer e esse é um pormenor a ter em conta, de que a equipa consiga nos momentos difíceis suportar o sofrimento e saber ganhar estes jogos”.

O treinador catalão destacou ainda o bom desempenho de Nélson Filipe na baliza portista, tal como o capitão Hélder Nunes, nas declarações ao Porto Canal no final do encontro.​​

Cabestany

“Tivemos que sofrer muito, ainda que tenhamos feito um bom jogo. Estava à espera da melhor a Oliveirense, se calhar ao contrário de muita gente. Quando há um plantel com grandes jogadores, como é caso, só tínhamos que esperar a sua melhor versão. Fizemos um bom jogo, mas nos momentos da segunda arte em que podíamos ter marcado o golo da tranquilidade, ele não apareceu, nem nas bolas paradas nem nas várias transições que fizemos. Tivemos que sofrer, o Filipão teve uma tarde muito inspirada. Estamos a aprender a sofrer, como aconteceu hoje e esse é um pormenor a ter em conta, de que a equipa consiga nos momentos difíceis suportar o sofrimento e saber ganhar estes jogos.”

Hélder Nunes
“A Oliveirense é uma grande equipa, tal como a nossa. Trabalhamos diariamente para estarmos bem nestes momentos. Felizmente jogámos em casa, porque jogando perante os nossos adeptos, tudo fica mais fácil, e eles foram uma parte importante. Jogámos bem, felizmente mostrámos que temos dois guarda-redes a um grande nível e isso deixa-nos muito mais fortes”.“Vamos passo a passo, tal como no campeonato e na Liga Europeia. Trabalhamos para todos os jogos de igual maneira. É óbvio que estes jogos tem um sabor especial. Para conquistar qualquer troféu tem que se ganhar estes jogos.”