a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Barcelos ganha vantagem ...

quinta , maio 19 2022
10

Jorge Ferreira deverá ...

quinta , maio 19 2022
27

Sete de saída da ...

quinta , maio 19 2022
48

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61960

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30682

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24893

1.ª D- Física empata ...

sábado , Nov. 14 2015
1775

CN 1.ª D: UD ...

sábado , Out. 10 2015
1942

3.ª D- Centro- "Briosa" ...

segunda , Abr. 20 2015
1424

ventosaterapia

massamadasdsa123

«A treinadora do Stuart Massamá não esconde que preparou a sua equipa para uma final, que deseja que seja 100% portuguesa.

O Stuart Massamá, vice-campeão português de hóquei em patins feminino, encara a final four frente aos favoritos Benfica, Gijon e Voltregà como outsider, mas deseja chegar à final de domingo para defrontar as encarnadas.

Na véspera de entrar no pavilhão principal da Luz, para enfrentar os espanhóis do Gijón, a técnica do Stuart, Andreia Barata, não vê a sua equipa como favorita.

"Toda a equipa considera-se como outsider. Não temos aquela pressão e elas vão lá para dentro mostrar que gostam de jogar hóquei. Estão contentes por aqui estar e isso é um ponto a nosso favor", começou por dizer.

Contudo, Andreia Barata salientou que trabalhou as suas jogadoras para chegarem à final, com o desejo de proporcionar um duelo português frente ao Benfica.

"O nosso desejo é que seja uma final portuguesa. Já nos defrontámos muitas vezes e pode ser uma vantagem, sabendo como o Benfica joga e se prepara durante toda a época. São os jogos mais difíceis do campeonato. Se a final for essa é uma vantagem", contou.

Apesar da extrema "motivação", para ultrapassar o poderio do conjunto espanhol do Gijón, a estratégia do Stuart passa pela "concentração" e por cumprir à risca o que foi pensado pela treinadora.

Por fim, as possibilidades da equipa de Andreia Barata em chegar à final são de 50-50, segundo a técnica, que recusa apontar um dos rivais como favorito a erguer o troféu.

"É 50-50. Mas o Benfica tem todas as condições para vencer a prova. A equipa espanhola [Voltregà] não é fácil e pode dar para qualquer lado. Lá dentro vai ser tudo decidido em pormenores. Não há favoritos", concluiu.

O Stuart Massamá defronta o Gijón no sábado, às 18h00, no pavilhão principal do Estádio da Luz, depois do Benfica abrir a final four diante do Voltregà, pelas 15h00. A final da competição está agendada para domingo, às 18h00.»

Foto|fonte: Jornal "O Jogo"