a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Resumo FC Porto- HC ...

domingo , Jan. 24 2021
15

“A eficácia defensiva ...

domingo , Jan. 24 2021
19

Águias impõem-se no ...

domingo , Jan. 24 2021
19

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59931

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27846

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22209

AP Coimbra realiza ...

quinta , Nov. 16 2017
895

Nene Magalhães reforça ...

segunda , Nov. 23 2015
1292

SL Benfica 7-3 Valongo: ...

sábado , Nov. 18 2017
860

2 Barbeiro

AngeloGirasdasdsadsa

«Ângelo Girão salientou o excelente percurso do Sporting CP até à final-four da Liga Europeia

"Ao contrário do que podiam pensar, não foi fácil", vincou Ângelo Girão, guarda-redes da equipa de hóquei em patins do Sporting CP. Foi desta forma que o atleta começou a conferência de imprensa após a qualificação do Clube para a final-four da Liga Europeia, consequência do triunfo frente à Oliveirense, no Pavilhão João Rocha, por 3-2.

Até à derradeira fase da prova internacional, os verdes e brancos tiveram de superar, na opinião do jogador, o grupo mais forte da competição, e, depois, a formação finalista nas duas anteriores edições da prova. "Conseguimos alcançar um objectivo da época. Propusemo-nos a chegar até aqui desde o início e a equipa tem tido uma atitude fantástica. Na fase de grupos passámos adversários de grande valor. Na minha opinião, estávamos inseridos no grupo mais forte [Liceo, Lodi e Quévert], sendo que nos 'quartos' defrontámos a Oliveirense. O resultado do campeonato foi enganador [9-1]", começou por referir.

Durante a partida, Girão foi chamado a defender uma grande penalidade de Ricardo Barreiros, tendo correspondindo assertivamente. Ao Jornal Sporting, o guardião leonino revelou as palavras do técnico Paulo Freitas antes desse momento. "Para nós, guarda-redes, esses são os lances mais bonitos do jogo. Tenho vindo a treinar com limitações físicas e falei com o Paulo, antes do encontro, dizendo que não conseguia defender bolas paradas. Naquela altura não me deixou sair e explicou-me que tinha de me desenrascar. Tenho de lhe agradecer a confiança depositada, independentemente da qualidade que todos reconhecemos ao Zé Diogo", sublinhou, deixando para o fim muitos elogios à evolução da estrutura de hóquei do Clube.

"Chegámos ao mesmo patamar de estruturas muito fortes do hóquei em patins. Tivemos de nos adaptar e isto não se conquista da noite para o dia. A verdade é que demorámos quatro anos, o que, a meu ver, é um curto espaço de tempo. Tenho de dar os parabéns à equipa técnica do Sporting CP. Neste momento, estamos num bom caminho", concluiu.»

Foto: Jornal "O Jogo"|fonte: Sporting CP