a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

San Juan recebe a Taça ...

quinta , Out. 18 2018
27

Campeonato Africano de ...

quinta , Out. 18 2018
22

Raul Marín- “Muita ...

quinta , Out. 18 2018
103

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
55810

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
23745

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19051

Pedro Moreira espera ...

quinta , Out. 30 2014
1849

CN Veteranos – Sul +50- ...

terça , maio 22 2018
169

Campeonatos Regionais da ...

terça , Nov. 10 2015
614

GuillemcAbeasdasdsa

<Treinador do FC Porto antecipou o clássico dos quartos de final da Taça, frente ao Benfica (sábado, 18h00)

Precisamente uma semana depois do clássico para a Liga Europeia, que terminou com uma goleada do FC Porto sobre o Benfica (9-2), o Dragão Caixa volta a abrir portas para o grande clássico de hóquei em patins, desta vez relativo aos quartos de final da Taça de Portugal.

Na antevisão da partida de sábado (18h00, Porto Canal), o treinador Guillem Cabestany lembrou que todos os jogos frente ao Benfica são complicados e que, apesar do resultado, o melhor que há a retirar do último encontro é a atitude a concentração com que os seus jogadores encararam a partida. Para o técnico, é esse é o caminho para a final four de uma Taça em que os Dragões já deixaram pelo caminho Oliveirense e Sporting e que por isso considerou de nível “Champions”. O objetivo é chegar à final-four e lutar por revalidar o título conquistado nas duas últimas temporadas.

Esquecer o resultado e lembrar a atitude
“Ficámos felizes pelo último jogo frente ao Benfica, mas nestes momentos isso até pode distrair mais do que ajudar a encarar o jogo da melhor forma. O que devemos lembrar não é o resultado, mas sim a preparação para o jogo e mentalidade do dia anterior. Temos que recuperar a sexta-feira passada a nível de concentração e lembrar o quão difíceis são os jogos frente ao Benfica. O normal é que o jogo vá ser muito mais difícil do que o último.”

Corrigir erros e insistir no que foi bem feito
“Não é fácil mudar muitas coisas. As duas equipas tiveram jogo durante a semana. Como sempre, vamos ver o que podemos corrigir e ser melhores e continuar a insistir no que fizemos bem. São dois planteis similares aos das últimas épocas, os mesmos treinadores, estruturas e mentalidades similares. Não é fácil mudar coisas de um dia para o outro e por isso, nesse sentido, será difícil haver grandes mudanças.”

Uma Taça de nível “Champions”
“Esta é uma Taça de Champions. É uma competição que para ganhar precisamos de eliminar os três grandes adversários de Portugal e depois teremos ainda que jogar uma final-four sempre difícil. Acho que merece muito a pena que os adeptos e a equipa, juntos, façam um esforço para lá chegar, pois será um dos caminhos mais complicados que tivemos. Queremos continuar a lutar pelos três trofeus que ainda temos até ao final da época.”>

Foto: Jornal "O Jogo" |fonte: FC Porto