a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Entrevistas

À conversa com Sergi ...
SergiPunset
Foto CS Candelária - Serig Punset Estivemos à conversa ...
Ler
À conversa com João ...
JoaolealGulpilhares
Foto Facebook ACD Gulpilhares Estivemos à conversa com ...
Ler
À conversa com Miguel ...
MiguelFreitas
Miguel Freitas esteve à conversa com a Plurisports e falou ...
Ler
À conversa com Diogo ...
DiogoFernandes
Estivemos à conversa com o jovem guarda-redes Diogo ...
Ler
À conversa com André Gil
AndreGilFisica
Estivemos à conversa com o treinador da AE Física, André ...
Ler
À Conversa com João Costa
João Costa
João Costa esteve à conversa com a Plurisports e falou da ...
Ler
  • Hot
  • Top
  • Outras

Miguel Silva reforça ...

quarta , Set. 26 2018
54

Tudo pronto para o ...

quarta , Set. 26 2018
42

Protocolo do Campeonato ...

quarta , Set. 26 2018
55

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
55653

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
23632

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
18963

Itália – 1.ª Mão da ...

terça , Set. 20 2016
712

CA Feira organiza ...

quarta , Mar. 25 2015
1662

"O quinto título ...

sábado , Out. 14 2017
322

Portucale

PedroNuneSarbirtraga

<O Benfica perdeu por 5-2 frente ao FC Porto nos quartos-de-final da Taça de Portugal.

Análise: "O 3-1 e o 4-1 foram os momentos do jogo. Hoje foi um jogo mais real. Primeira parte muito equilibrada, em que o Benfica saiu para o intervalo por cima. Na segunda parte as equipas entraram encaixadas, houve muitos ataques organizados até ao fim dos 45 segundos, mas depois houve o 3-1 e o 4-1, duas bolas paradas, que nos penalizariam muito. Depois foi um Benfica mais em desespero do que em consciência e critério. Saio daqui satisfeito com a atitude e a postura dos jogadores e com alguns bons momentos dentro de pista. Nunca senti o Benfica inferior ao Porto. Não há vitórias morais, mais um objetivo não atingido, mas contem connosco na luta pelo título nacional".

Arbitragem: "A arbitragem não seguiu o mesmo critério na segunda parte. Foi o protagonismo do costume e por isso digo que o 3-1 e 4-1 foram os lances chave".>

Foto±Fonte: Jornal "O Jogo"