a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Goleada antes da Taça ...

domingo , Dez. 09 2018
10

FPP- Protocolo de ...

domingo , Dez. 09 2018
24

Nicolau Manjate eleito ...

domingo , Dez. 09 2018
17

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56040

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
23944

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19208

I Torneio de Minis de ...

segunda , Fev. 16 2015
1191

Torneio de Mini-Hóquei ...

quarta , Abr. 18 2018
462

Guillem Pérez: "Estamos ...

sexta , Set. 16 2016
570

Plurisports Barbeiro Pluriform

34934490 2091400920883692 4552546135532634112 n

Com uma campanha invicta, os rubro-negros sagraram-se campeões na final contra o Sertãozinho, quebrando assim um jejum de quatro anos.
O Leão venceu o Sertãozinho, na noite deste sábado (9), no recinto do Clube Português e conquistou de forma invicta o sexto título de campeão brasileiro, quebrando um jejum que durava desde 2014. Triunfo por 4-2 para os rubro-negros, com gols de Bruno Matos, Laércio, Bananinha e Arthur.
Com atenção redobrada como devia ser, o Sport entrou em rinque mais ligado do que os adversários. Após cinco minutos de jogo, o técnico e jogador Bruno Matos abriu o placar para o Leão. Mesmo com a vantagem, os rubro-negros seguiam mais ofensivos na partida. Cerca de três minutos após o golo, a equipa leonina conseguiu um contra-ataque rápido, surpreendendo a defesa do Sertãozinho, mas na conclusão do lance Bruno acertou a trave.
O Sertãozinho, entretanto, acordou para o jogo, deixando o equilíbrio esperado ainda mais evidente. Seguiram-se longos minutos de expectativa, com boas chances e tentativas das duas equipas. Faltando quatro minutos para o intervalo, os paulistas empataram o jogo. Logo em seguida, o Sport tentou uma resposta com mais um contra-ataque veloz e uma seticada de Arthur que parou na trave e não entrou por mero acaso.

Tratando-se de uma modalidade dinâmica como o hóquei, muito pode acontecer em poucos segundos. Faltando apenas 58 segundos para o fim da primeira etapa, o árbitro assinalou uma falta do capitão Neto e deu cartão azul, tirando o jogador do jogo por dois minutos. O árbitro também marcou penalti para o Sertãozinho, que não conseguiu converter em gol e o jogo foi para o intervalo empatado a uma bola.
O Sport voltou para o segundo tempo com um jogador a menos nos primeiros minutos e sentiu a ausência do quarto homem em quadra. O Sertãozinho soube aproveitar esse momento e conseguiu marcar o segundo golo. Os rubro-negros foram em busca de reverter a derrota parcial e, faltando 12 minutos para acabar o jogo, Laércio fez o empate, deixando tudo em aberto. A remontada veio quando faltavam nove minutos para o jogo acabar. Depois de sofrer um penalti, Rivaldo Bananinha marcou o terceiro do Leão.
Os cinco minutos finais foram marcados pela frieza da equipe do Sport. Investindo no toque de bola, jogo pensado e muita calma, os rubro-negros envolveram a marcação do Sertãozinho e Arthur concluiu uma jogada no quarto gol do Leão, consolidando a vitória que garantiu o título de campeão brasileiro.

CAMPEÃO INVICTO
O Sport chegou ao seu sexto título brasileiro com uma campanha invicta. Na primeira fase, empatou com a Portuguesa (4×4), com o Português (3×3) e venceu o Sertãozinho (3×2). Na semifinal, o Leão reencontrou a Portuguesa, venceu a atual campeã brasileira por 3 a 2 e garantiu a vaga na final.


Fonte/Foto - www.sportrecife.com.br