a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

GFR Murches num ato ...

segunda , Abr. 06 2020
35

Competições Europeias ...

segunda , Abr. 06 2020
66

Entrevista a Maria Vieira

segunda , Abr. 06 2020
32

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58471

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26352

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20983

2.ª D- Sul – Parede ...

terça , maio 02 2017
728

HC Tigres soma a ...

domingo , Dez. 22 2019
330

Pedro Antunes comanda o ...

sexta , Dez. 12 2014
1508

interiorespluri unhas J

imgS620I226659T20180723153825

Um dia depois da final do Europeu, olhos postos no Mundial do próximo ano. Barcelona vai acolher a próxima edição da maior prova do hóquei em patins mundial e já se podem tirar algumas (mas poucas) conclusões em relação a esta competição.

Europeu apurou metade dos mundialistas
Espanha, Portugal, Itália e França. Por ordem, os quatro primeiros do Europeu da Corunha. E que, ao chegarem às meias-finais, conquistaram o passaporte para o Mundial de Barcelona.

Com a reestruturação levada a cabo pela World Roller Games (com início em 2017), qualquer equipa terá de conquistar a sua vaga nos Mundiais, e as quatro principais seleções europeias já o garantiram.
Para além das quatro seleções europeias, outras quatro estarão presentes no Mundial "maior", sendo que todas terão de conseguir o apuramento através dos campeonatos continentais. Faltam, assim, encontrar as três seleções americanas e uma africana que irão compôr a fase de grupos do Mundial.

De FIRS a Intercontinental, de Confederações a Challenger's
No último Mundial, em Nanjing, passaram a existir três divisões na prova maior do hóquei em patins mundial. Para além do Mundial "principal", exisitiram a Taça FIRS (segunda divisão) e a Taça das Confederações (terceira divisão), que vão ter, em Barcelona, os nomes de Intercontinental Championship e Challenger's Championship, respetivamente.

No agora Intercontinental Championship existirão quatro vagas europeias (Andorra, Suíça, Inglaterra e Alemanha), duas africanas, uma asiática/oceânica e uma americana, sendo que todas terão de conquistar a sua vaga através dos campeonatos continentais.

Já no Challenger's Championship, as vagas disponíveis serão para uma seleção africana, cinco para a confederação da Ásia/Oceânia e ainda duas vagas para novas inscrições na prova.

Fonte- zero.zero.pt