a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

A lei do mais forte ...

sábado , Jan. 22 2022
7

2.ª Sul- Muches e ...

sábado , Jan. 22 2022
5

TP- Oeiras segue para os ...

sábado , Jan. 22 2022
12

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61635

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30158

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24454

"Benfica considera que ...

sábado , Mar. 17 2018
901

“Rafa”- “Queremos sair ...

quinta , Nov. 01 2018
1005

Sub13 do Gulpilhares ...

segunda , Dez. 21 2015
1530

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

Joao Rodrigues agradaria vinguin portuguesos 2073402648 56131668 1280x720

João Rodrigues concedeu uma entrevista ao site “ara.cat”, da catalunha, onde fala um pouco da sua decisão de mudar de Clube, aquilo que espera do Barcelona e aquilo que pode dar ao seu novo Clube. A Ambição está lá, a vontade de aprender é muita, e a alegria de representar um dos maiores colossos da modalidade é enorme.
Deixamos aqui, na integra a entrevista que João Rodrigues deu.

“O hóquei em patins de Barça Lassa fez na semana passada o tradicional palco de Montanyà com duas novidades. Nilo Roca, que regressa após a atribuição de sucesso no Noia e João Rodrigues, vindo do Benfica. Rodrigues (Oeiras, 1990) é o capitão da seleção portuguesa e chega ao Barça depois de ter vencido tudo pelo Benfica, mas chega à Catalunha com vontade de aprender ainda mais.

Esteve quase dez anos no Benfica. A decisão de sair foi pelo facto de ter vencido tudo com a equipa encarnada?
-Não. Senti que era hora de ter uma nova experiência e espero que seja o melhor da minha vida. É maravilhoso estar aqui, e estou muito feliz e orgulhoso por ter vindo para este clube. Quero aproveitar cada segundo dessa oportunidade porque sei que é única. As coisas mudam e o facto de não ter ganho nenhum título importante na época passada foi pesado.

Não é a primeira vez que o Barça te chama. Por que agora e não antes?
-Eu senti que sair era o melhor para mim e para o clube, já que eu estava lá há muitos anos. Talvez um dia eu possa regressar ao Benfica, mas agora quero aproveitar a oportunidade do Barça e ficar aqui o maior tempo possível. Chegar ao Barça é chegar ao topo do hóquei em patins e quero estar neste cume por muitos anos.

Nesta temporada você pode ganhar sete títulos. É um ótimo incentivo?
-Sim, tentaremos vencer sabendo que não é fácil e que temos que trabalhar muito bem para conseguir isso. Temos um começo muito difícil, com três títulos em jogo em setembro e um jogo para começar a Liga OK em Riazor, mas vamos tentar chegar a ele fisicamente e mentalmente, bem.

O estilo de jogo desempenhado por Edu Castro influenciou a sua decisão?
-Uma das coisas que eu queria com essa mudança é aprender coisas novas e diferentes estilos de jogo com um treinador espanhol diferente dos portugueses. Sinto que posso aprender mais e tenho a certeza que posso fazer aqui no Barça. Ultimamente o jogo do Barça é muito vertical, mas vou ter que mudar algumas coisas para me adaptar a ele. Estou muito animado para aprender e contribuir para a equipe.

Você terá Pablo Álvarez como um companheiro interior. Você olha para isso?
-Pablito é o melhor jogador nessa posição e eu tenho que aprender com ele. Vou falar sobre o que tenho que fazer e para onde devo me mudar? É, sem dúvida, uma referência para todos os jogadores de interior e vou tentar fazer o meu trabalho bem para ajudá-lo tanto quanto possível.

Apenas um português, Carlos Realista, havia jogado antes do Barça, mas ele esteve aqui apenas uma temporada. Eu imagino que você vai querer superá-lo ...
-E muito, quero ser mais do que ele aqui (risos). Eu farei o meu melhor para tornar esta experiência a melhor. Se as coisas correrem bem, vou ficar mais tempo durante anos e gostaria que as pessoas vissem que posso abrir a porta para trazer mais portugueses. O facto de virem mais seria bom para o hóquei português.

De facto, na imprensa portuguesa, foi publicado que Hélder Nunes já tem uma proposta do Barça para 2019. Gostaria que viesse?
-Sim, o Barça procura sempre os melhores jogadores do mundo e ele, sem dúvida, está entre eles. Se ele viesse, ficaria muito feliz em ter um português aqui, mas agora ele tem que pensar no elenco deste ano e tentar ganhar tudo.

Você fala espanhol bem o suficiente. Você também fala em catalão?
-Sim, com certeza sim. Eu já tenho alguns livros e é por isso que eu já entendo catalão um pouco. Eu ainda não consigo falar, mas é algo que eu quero fazer em breve. Eu não aprendi espanhol, mas é muito semelhante ao português, por isso é que me aventuro a falar em espanhol.

Fonte/Foto - www.ara.cat