a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

San Juan recebe a Taça ...

quinta , Out. 18 2018
27

Campeonato Africano de ...

quinta , Out. 18 2018
22

Raul Marín- “Muita ...

quinta , Out. 18 2018
103

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
55810

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
23745

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19051

Convocatória Seleção ...

segunda , maio 15 2017
622

Série A1 Itália a ...

sexta , Nov. 27 2015
647

Taça APL – Sporting CP ...

domingo , Jun. 26 2016
1179

Ricardo Barreiros

<A União Desportiva Oliveirense tem, em temporadas anteriores, efectuado apostas fortes com o objectivo do título de campeão nacional, mas esse título ainda não chegou a Oliveira de Azeméis. Agora com novo técnico, e com um plantel recheado de craques, será finalmente o ano da Oliveirense?

A União Desportiva Oliveirense apresentava-se para a temporada 2017-18 como, mais uma vez, candidata ao título de campeão, mas a época passada correu muito mal à formação treinada por Tó Neves, que cedo ficou arredada da luta, o que resultou na saída de Neves antes ainda do término da época.

Apesar de uma época de tremenda desilusão, e com alguns resultados no mínimo surpreendentes – como foram as derrotas nos terrenos do Sporting por 9-1 e do Valongo por 10-3 – a turma de Oliveira de Azeméis foi apenas uma de três equipas a terminar o campeonato, com quatro jogadores a marcar 20 ou mais golos: Jepi Selva e João Souto, com 20 cada, e Jordi Bargalló e Ricardo Barreiros, com 23.

Ricardo Barreiros foi, talvez, o principal destaque ao longo da época, apresentando uma tremenda eficácia em lances de grande penalidade, marcando 12 golos em 15 penaltys tentados. Uma percentagem de eficácia de 80% que fez do capitão da Oliveirense o melhor jogador do campeonato na marcação de grandes penalidades.

Para 2018-19, e mais uma vez, a Oliveirense aposta forte em grandes talentos, nomeadamente oriundos do campeonato espanhol, para chegar ao tão desejado título. Assim, o conjunto agora liderado por Renato Garrido apresenta quatro reforços, um português, um argentino, e dois espanhóis.

Do campeonato português chegam Jorge Silva e Emanuel Garcia. Os dois jogadores já haviam sido companheiros de equipa no FC Porto durante cinco temporadas, no mesmo período de tempo em que o agora treinador Renato Garrido desempenhava funções de preparador físico na equipa azul e branca, e o actual adjunto Edo Bosch defendia a baliza dos dragões.

Jorge Silva representou o FC Porto durante 11 temporadas, divididas em duas passagens pelo clube da cidade invicta. Primeiro, entre as épocas 2005-06 e 2009-10, depois, e após uma saída de dois anos para os açorianos da Candelária, Jorge Silva regressaria ao Porto em 2012-13 mantendo-se até à temporada transacta. De dragão ao peito o internacional português conquistou 7 campeonatos7 taças e 8 supertaças, contribuindo para 5 títulos do histórico deca-campeonato do Porto. Agora, aos 34 anos, Jorge Silva tenta enriquecer o seu palmarés na Oliveirense, sendo aposta de Renato Garrido para o ataque da equipa do distrito de Aveiro.

Da Juventude de Viana chega outro avançado que bem conhece a actual equipa técnica, Emanuel Garcia foi aposta de Renato Garrido e Edo Bosch na temporada passada quando a dupla se encontrava no comando do clube vianense, agora, e após uma época em que o jogador argentino fez o gosto ao stick por 45 vezes em jogos a contar para o campeonato, Garrido e Bosch voltam a contar com o avançado de 35 anos no seu plantel. Também ele um jogador que muito contribuiu para a década dourada do hóquei do FC Porto, Emanuel Garcia, que vestiu de azul e branco durante 9 temporadas, venceu o campeonato nacional por… 9 vezes, falhando apenas o primeiro título do deca.

De Espanha chegam dois internacionais espanhóis que podem vir a ser peças preponderantes para o xadrez da Oliveirense. Do FC Barcelona chega o defesa/médio Xavier Barroso, de apenas 25 anos. Barroso foi um jogador importante nos blaugrana em épocas recentes, no clube catalão passou 6 das últimas 7 temporadas – pelo meio houve um empréstimo ao Vendrell – conquistando 6 títulos de campeão espanhol e 3 ligas europeias, a nível de selecção conquistou dois Campeonato do Mundo, em 2011 e 2013. Xavier Barroso ganhou troféus em todas as temporadas, já que na época em que representou o Vendrell conquistou a Taça CERS.

Do Reus chega um experiente avançado espanhol que já conta com uma breve passagem pelo nosso campeonato. Marc Torra, que representou o Benfica em 2015-16, é por ventura o reforço mais sonante da Oliveirense para esta época. Aos 34 anos, o avançado internacional espanhol conta com um currículo invejável. A nível de clubes, Torra venceu um campeonato português, na época em que representou as águias, e 3 OK Ligas nas 5 épocas em que defendeu as cores do Barcelona, conta ainda com 4 Ligas Europeias, 2 ao serviço dos blaugrana, 1 do Benfica e outra pelo Reus. A nível internacional Torra ajudou a seleção espanhola a vencer 2 Europeus e 4 Mundiais.

E se dois jogadores espanhóis entram, outros tantos saem. Jordi Burgaya e Jepi Selva deixam a Oliveirense e o nosso campeonato, reforçando equipas italianasSelva, que havia sido contratado ao Viareggio, regressa ao clube italiano após duas temporadas em Oliveira de Azeméis. Já Burgaya, de apenas 23 anos, que fez parte da seleção espanhola campeã do Mundo em 2017, reforça o Forte Dei Marmi, equipa que perdeu a final do playoff italiano na temporada passada.

Para além da dupla espanhola, também Nuno Araújo e João Souto deixam Oliveira de Azeméis. O internacional moçambicano representou a Oliveirense durante duas temporadas, João Souto durante três, ambos provenientes do Valongo. Em 2018-19 ambos regressam a Valongo, equipa onde conquistaram o título de campeão nacional em 2014.

Na pré temporada a Oliveirense mostrou claras melhorias no seu estilo de jogo em comparação com a temporada passada, averbando apenas duas derrotas frente ao FC Porto, na final do Torneio da Maia, e frente ao Sporting, na final da Elite Cup, num jogo em que esteve a vencer por 4-1. Elite Cup que a equipa de Renato Garrido terminou na 2ª posição, tendo batido o SC Tomar no primeiro dia da competição por 5-1, e o Benfica nas meias finais, no desempate por grandes penalidades após um empate a 6 bolas.

A UD Oliveirense inicia o campeonato frente à equipa da Juventude de Viana, no Pavilhão Dr. Salvador Machado. Na 2ª jornada, a primeira deslocação da equipa de Renato Garrido será ao terreno do Paço de Arcos.

Será mais uma época em que se espera muito da Oliveirense, apesar do insucesso na temporada passada, jogadores como Jordi Bargalló, Marc Torra ou Xavier Barroso dão todas as condições para que a Oliveirense se consiga bater com os “3 grandes” na luta pelo título de campeão nacional.>

Foto: UD Oliveirense ± Fonte: Fairplay.pt