a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Seleção Nacional ...

domingo , Jun. 16 2019
94

3.ª D- liguilha de ...

domingo , Jun. 16 2019
316

Adriana Costa vai ...

domingo , Jun. 16 2019
197

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56847

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24827

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19810

FPP atualiza lista dos ...

terça , Jun. 20 2017
1018

Juv Viana renova com ...

quarta , Jun. 12 2019
206

Ação de Formação: ...

sexta , Jun. 30 2017
825

interioresinteriores

asdgasgsadg 768x371

Grande ambiente com o Pavilhão Municipal de Valongo quase esgotado para assistir a um excelente jogo de Hóquei em Patins, onde a Oliveirense teve que puxar dos galões para ultrapassar o Valongo, com o triunfo a sorrir ao conjunto de Oliveira de Azeméis por 5-3.
Aos 8 minutos de jogo a equipa da casa inaugurou o marcador num lance em que ficaram dois homens do Valongo perante Xavier Puigbi. Marcou Diogo Fernandes com um remate rasteiro junto ao poste. Pior do que estar 1-0, foi sofrer o segundo golo pouco depois. Nuno Araújo, ex-jogador da Oliveirense, disparou de longe e Diogo Fernandes desviou na cara do golo enganando Puigbi.
Renato Garrido parou imediatamente o jogo com tempo de desconto e lançou Emanuel Garcia e Ricardo Barreiros por troca com Bargalló e Jorge Silva. Assertivo o treinador porque em dois minutos a Oliveirense viria a empatar o jogo com golos de Emanuel Silva e de Marc Torra. Estávamos a meio da primeira parte.
O jogo era intenso e Puigbi foi determinante com duas defesas de grande categoria. No ataque, Emanuel e Jordi quase davam vantagem à União, mas os remates saíram um pouco ao lado da baliza.
Na segunda parte, ao segundo minuto, recuperação de bola de Barroso e Marc Torra assistiu Jorge Silva para o 3-2. Primeira vantagem no jogo para a Oliveirense. O jogo estava quente e uma falta de Pedro Moreira valeu a exclusão do jogador por 2 minutos. A União foi exatamente isso, União, e manteve a preciosa vantagem.
Os jogadores patinavam a um ritmo alto e havia oportunidades de golo nas duas balizas. O jogo estava perigoso e Xavier Puigbi voltava a ser enorme na baliza.
A 11 minutos do final Marc Torra de livre direto fez o 4-2. O espanhol só conseguiu fazer a bola passar a linha de golo na recarga. O resultado dava mais segurança à equipa mas um golo do Valongo colocava a equipa da casa a um golo do empate. Foi o que aconteceu quando Diogo Fernandes reduziu para 4-3.
A 3 minutos e 30 segundos do final do jogo Marc Torra teve livre direto mas não conseguiu fazer golo. A Oliveirense jogava com mais um em pista devido à exclusão de Nuno Araújo mas não aproveitou.
O jogo estava em brasas e Puigbi e Diogo Fernandes viram o cartão azul. Domingos Pinho foi chamado à baliza e cumpriu com uma defesa segura. O guarda-redes entrou no ringue com muita atitude.
A 22 segundos do fim Jordi Bargalló, que foi um gigante, fintou 2 adversários antes de fazer o 5-3 com uma finalização genial. Na sequência dos festejos Puigbi partiu a tabela com um pontapé e foi expulso.
A Oliveirense recebe o Hóquei Clube de Turquel no próximo sábado, dia 12 de janeiro, às 17:30 horas no Pavilhão Salvador Machado.

Fonte/Foto- UD Oliveirense