a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

XI Torneio “Cidade de ...

domingo , Abr. 21 2019
33

2.ª D- Empate com ...

domingo , Abr. 21 2019
36

II Norte - Briosa vence ...

domingo , Abr. 21 2019
243

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56589

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24568

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19613

Camp. Nac. Feminino ...

quinta , Jan. 08 2015
1257

Amanha é dia de Taça de ...

sexta , Abr. 10 2015
1249

Filipe Almeida e Marco ...

segunda , Abr. 11 2016
904

DI Q

Captura de ecrã 2019 01 23 às 22.53.37 773x380

Os dois guarda-redes estiveram em destaque nos minutos iniciais com boas defesas. Domingos Pinho assumiu a baliza por troca com o castigado Xavier Puigbi e foi um gigante ao longo dos 50 minutos.
A Oliveirense era mais perigosa nas acções atacantes mas a equipa da AD Oeiras estava coesa a defender. Estava difícil abanar a rede da baliza de António Mendonça. O guarda-redes viria a fazer uma enorme defesa ao remate de Jorge Silva aos 10 minutos após jogada de Jordi Bargalló.
A meio da 1° parte, Renato Garrido mexeu na equipa e promoveu a entrada de Emanuel Garcia por troca com Jorge Silva. Mantinha-se um jogo sem golos e veloz com sucessivos remates da União e com o número 1 da equipa da casa a ser a figura da partida a par Domingos.
Pedro Moreira foi a segunda aposta para entrar no ringue por troca com Bargalló e a equipa mantinha um ritmo de jogo alto e sempre com sentido na baliza e no golo. Moreira, Garcia e Bargalló estiveram perto de ser felizes mas a bola teimava em não entrar. Em cima do intervalo foi a máscara de António Mendonça a salvar o Oeiras
Depois de zero a zero ao intervalo, Domingos foi enorme e com a máscara evitou o golo quando o adversário seguia isolado. No ataque da União, Pablo Cancela acertou no poste. Estava determinada a equipa de Renato Garrido e Edo Bosch e os treinadores apostaram em Jorge Silva e Pedro Moreira por troca com Pablo e Barroso com o intuito de manter a equipa fresca.
A “Charanga da União” esteve sempre a apoiar a equipa, eram cerca de 15 oliveirenses a torcer pela equipa e a aplaudir e a cantar do princípio ao fim do jogo. Também eles mereciam o que viria a acontecer.
Aos 13 minutos da segunda parte o golo! Marc Torra de grande penalidade com um remate forte bateu o guarda-redes e deu vantagem de 1-0 à Oliveirense. Golo que se justificava plenamente. O catalão viria a atirar à trave um minuto depois de abanar a rede. Estava perigoso o jogo mas Domingos mantinha a concentração na baliza e evitava os remates mais complicados com boas defesas.
Vitória difícil mas importante da Oliveirense que está em primeiro lugar do campeonato no final da primeira volta.

Fonte/Foto- UD Oliveirense