a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Filipe Bernardo vem para ...

sábado , Jul. 20 2019
6

ED Viana com novidades

sexta , Jul. 19 2019
227

Bruno Mouta no CENAP

sexta , Jul. 19 2019
234

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56999

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24971

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19921

Leandro Silva renova ...

quinta , Jun. 22 2017
838

“O meu Europeu”...por ...

quinta , Jul. 12 2018
308

FPP- Nomeações de 8 a 11 ...

terça , Dez. 04 2018
646

interioresinteriores

asdgasgsa 768x512

A derrrota da primeira volta por 3-1 frente ao Benfica, nos últimos instantes do jogo, ainda não foi digerida pela Oliveirense. O passado não se muda, o presente é o trabalho e o futuro é a meta da nossa ambição. Edo Bosch sabe que os encarnados são um adversário difícil mas, também sabe, o que a União quer “Há uma espinha encravada desde o jogo da primeira volta. Há. Asssumimos que há. Fizémos um grande jogo e não fomos premiados com qualquer ponto. Queremos rectificar esse amargo de boca”.
A Oliveirense é líder e sente que está onde deve estar. O trabalho é a grande arma de uma equipa que quer ser rigorosa porque o Benfica quer aproveitar qualquer erro “Acho que sábado vai ser um grande jogo entre duas equipas fantásticas e, já vimos durante a primeira volta, que o factor casa não é decisivo.
Por isso no final do dia deste sábado queremos estar onde estamos agora. Sabemos que não podemos errar. Sabemos que se estivermos concentrados não erramos. A nossa ambição é executar o que sabemos fazer”.
A comitiva da Oliveirense arranca esta sexta feira para Lisboa após o treino no Pavilhão Dr Salvador Machado. A equipa fica em estágio até à hora do jogo. O apoio oliveirense segue sábado, num autocarro, com 50 fervorosos e ambiciosos adeptos que prometem apoiar a equipa no jogo que começa às 19:30.

Fonte/Foto- UD Oliveirense