a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Portugal conquista Taça ...

domingo , Abr. 21 2019
225

XI Torneio “Cidade de ...

domingo , Abr. 21 2019
65

2.ª D- Empate com ...

domingo , Abr. 21 2019
67

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56589

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24568

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19613

Diogo Almeida é reforço ...

domingo , Jun. 10 2018
917

CI Sagres confirmado na ...

terça , Ago. 22 2017
940

CE Sub-20- Portugal dá ...

terça , Out. 25 2016
1978

DI Q

51499456 10218626003189630 6697199481688948736 n

O Sporting CP deslocou-se a Tomar onde defrontou a sua Filial n.º1 em jogo que contou para a 16.ª jornada do CN da 1.ª divisão. Triunfo dos atuais campeões nacionais por 2-1, num jogo equilibrado valendo ao Sporting CP a qualidade de Ângelo Girão e a assertividade de Platero para garantir os 3 pontos em disputa, num Pavilhão totalmente cheio a dar um colorido especial a este encontro..
Jogo onde o domínio foi repartido com os guarda redes a serem os elementos em maior evidência.
Seria no entanto a equipa lisboeta a inaugurar o marcador por Toni Peres à passagem do minuto 6.
A formação tomarense não se acanhou, manteve-se coesa e a importunar, sempre que podia, a baliza de Girão.
Jogo aberto, intenso e com as defesas a terem trabalho redobrado, mas até ao intervalo, pese as oportunidades surgidas, e aí até foi a equipa da casa a ter as mais perigosas, o resultado manteve-se.
As equipas vieram para a etapa complementar com a mesma disposição, e acabou por ser o SC Tomar a dispor de uma ocasião flagrante, mas João Sardo não conseguiu enganar Girão na marcação do LD a castigar a 10.ª falta leonina.
No entanto a entrega e vontade dos ribatejanos acabaria por dar frutos com Xanoca, numa jogada individual a surpreender o guardião lisboeta e a restabelecer assim o empate, corri ao minuto 11.
No entanto a festa durou pouco, para os lados dos tomarenses, já que Platero, dois minutos depois colocaria a equipa leonina novamente em vantagem ao fazer o 1-2 numa jogada de envolvência do ataque da formação forasteira.
Até final várias oportunidades para o resultado se alterar, a mais flagrante a favor do Sporting CP, mas “Caio” a não conseguir dar o melhor seguimento à GP que a sua equipa dispôs.
Resultado que acaba por se aceitar, num jogo que a ter terminado com um empate não escandalizaria ninguém.
Valeu a experiência da formação de Paulo Freitas, num jogo que valeu pela entrega dos intervenientes, com uma arbitragem segura e sóbria da dupla que viajou de Aveiro.

Foto- Ricardo Rodrigues