ca feira 300

Em resposta à publicação ontem efetuada pela Plurisports, publicamos na integra o esclarecimento do C.A. da Feira em relação aos eventos ocorridos no jogo nº 834 do C.N. de Hoquei em Patins.


"Conforme afirmado pelo atleta lesionado o jogo é oficial e conta para o campeonato nacional de hóquei em patins, na hora ninguém, nem arbitro, nem colegas de equipa nem bancada se manifestaram como é habitual e da forma que todos conhecemos quando se trata de uma agressão fortuita o que demonstra que foi um lance casual, corrido e com contacto.
Estranhamos assim que um praticante sénior de hóquei em patins pense desta forma sobre um lance disputado com um adversário.
Todos lamentamos a situação, o atleta lesionado mais que ninguém deveria saber que como praticante, estes lances são possibilidades e fazem parte de um desporto que envolve contacto físico.
Todos ficamos preocupados com a situação, nomeadamente o atleta do C.A.F. envolvido no lance que prontamente foi ao seu encontro no sentido de saber onde estava magoado e como se encontrava.
Compreendemos a situação e as dificuldades pelas quais o atleta lesionado está a passar, no entanto nada justifica as acusações proferidas pelo mesmo, que por terem sido feitas de forma pública atentam contra a dignidade e bom nome do acusado.
Esperamos que o atleta em causa reavalie a situação em consciência e de forma ponderada, se o fizer, chegará sem dificuldade a conclusão de que obviamente o contacto foi involuntário.
Desejamos ao jogador as rápidas melhoras e um bom regresso à prática do hóquei em patins.

--
Clube Académico da Feira"