a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Troféu Juan António ...

sexta , Out. 18 2019
89

Marc Torra- “Humildade e ...

sexta , Out. 18 2019
39

Pavilhão de Monserrate ...

sexta , Out. 18 2019
88

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57406

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25345

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20213

Convocatória da Seleção ...

quarta , Dez. 09 2015
1057

Há um motivo especial ...

terça , Mar. 29 2016
956

"Riba d'Ave aponta o ...

quinta , Mar. 08 2018
1149

interioresinteriores

57119656 1794086344024974 527057766427131904 o

O FC Porto Fidelidade foi a Torres Vedras derrotar a AE Física do segundo escalão por 4-3 num embate renhido dos oitavos de final da Taça de Portugal. A equipa de Guillem Cabestany consegue, deste modo, a qualificação para os quartos de final de uma competição que venceu nos últimos três anos. Segue-se o Sporting.
Com 11 vitórias em 12 jogos realizados em casa esta temporada, a AE Física, que ocupa o segundo posto da zona sul da segunda divisão do campeonato nacional de hóquei em Patins, teve um início assertivo e, ainda antes dos dez minutos, Samuel Lima, numa jogada individual da direita para o centro, fez o primeiro golo da partida. O conjunto de Torres Vedras tirou partido da rotação de plantel feita por Guillem Cabestany e aos 14 minutos João Lima, de grande penalidade, conferiu uma vantagem de dois golos à formação dirigida por André Gil.
Com a entrada de alguns jogadores que normalmente fazem parte do cinco inicial, o FC Porto estabeleceu a igualdade: Hélder Nunes converteu um pénalti e pouco depois o melhor marcador do Nacional de Hóquei em Patins, Gonçalo Alves, desarmou o guardião da Física com um remate espontâneo.
Embalados pela recuperação no marcador, os Dragões chegaram ao terceiro golo logo no terceiro minuto do segundo tempo graças a uma picadinha do capitão Reinaldo García. A Física, contudo, manteve a ambição e continuou à procura do golo que acabou por ser apontado por João Lima, um dos mais influentes da equipa da casa. Telmo Pinto, já nos últimos dez minutos, repôs distâncias com o quarto tento portista antes de Carles Grau, em noite inspirada, ter defendido uma grande penalidade cobrada por André Gaspar, bem como dois livres diretos nos últimos 30 segundos do encontro, segurando o triunfo azul e branco. Os Dragões vão defrontar o Sporting, que ultrapassou o Sesimbra, nos quartos de final da Taça de Portugal.

Fonte- FC Porto

FB Quinta