a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Nahuel Castro é reforço ...

terça , Jun. 28 2022
0

Play-Off-Final- jogo 4- ...

segunda , Jun. 27 2022
20

Christian Zelaya reforça ...

segunda , Jun. 27 2022
45

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62076

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30866

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25022

Taça do Minho disputou a ...

terça , Abr. 25 2017
1450

3x3 da ADJ Vila Praia ...

terça , Jul. 17 2018
1055

João Correia muda-se ...

quinta , Ago. 03 2017
1803

massagista inicial

pedro henriques 3 new

Está prestes a arrancar a final four da Liga Europeia de hóquei em patins – competição que o Benfica já venceu por duas vezes – no Pavilhão João Rocha. No sábado (18h00), os encarnados procuram assegurar um lugar na final “de uma das provas mais importantes e apetecíveis”. Para isso, têm de ultrapassar um Sporting “extremamente motivado”.
“Todos nós temos a consciência de que se trata de uma das provas mais importantes e apetecíveis e que todas as equipas nesta final four [Benfica, Barcelona, FC Porto e Sporting] tiveram de fazer um percurso digno de estar presente nesta fase. Tudo pode acontecer e estamos a tratar disto como um objetivo e um sonho”, garantiu o português, de 28 anos, em conferência de Imprensa.
“O Sporting vai jogar a final four da Liga Europeia no seu pavilhão e penso que o último jogo para a Taça de Portugal [onde ganhou ao FC Porto por 8-7, após grandes penalidades] não terá qualquer impacto para este fim de semana. Esperamos um Sporting extremamente motivado, mas vamos certamente igualar os níveis de motivação, porque estamos a falar da melhor competição de clubes existente. O Benfica vai ser fiel àquilo que tem sido o nosso trabalho, a nossa motivação, a nossa ambição. Todos os encontros que tivemos com o Sporting, num passado recente, foram bastante renhidos, tanto fora como em casa. Esperamos um jogo competitivo”, perspetivou.
O facto de não jogar em casa não assusta o Benfica, que na primeira vez que ergueu o troféu, na temporada 2012/13, foi no pavilhão do anfitrião FC Porto, precisamente com quem disputou a final.
O contexto histórico desta modalidade mostra-nos que a primeira Liga Europeia conquistada foi num pavilhão [Dragão Caixa] de um adversário direto [FC Porto]. Sabemos que é um fator determinante, mas também nos diz a experiência que são quatro equipas, todas elas com qualidade para conquistar uma Liga Europeia. Confiamos no trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos tempos e vamos com a convicção de proporcionar um bom espetáculo, um espetáculo digno de uma Liga Europeia, mas também com a ambição e com o sonho de conquistar a terceira Liga Europeia para esta secção”, afirmou Pedro Henriques, destacaNoticias Quartando o foco total da equipa na meia-final de sábado.
Neste momento só estamos a pensar na meia-final. Depois, obviamente, é indiferente [entre Barcelona ou FC Porto]. São quatro equipas extremamente fortes e focadas no objetivo. O hóquei em patins sairá a ganhar, de certeza absoluta”, perspetivou o guardião.
Recorde-se que uma final four desta prova nunca teve três equipas portuguesas. Uma prova de que o hóquei em patins em Portugal “está bom e recomenda-se”, assegurou o guardião da baliza encarnada.
Penso que ninguém duvida que a melhor liga atual é a portuguesa. Mais uma vez, podemos comprovar isso com a presença de três equipas portuguesas numa final four da Liga Europeia. É um sinal de que o hóquei em patins em Portugal está bom e recomenda-se. Pode melhorar muito noutros aspetos, mas, a nível europeu, é uma liga que se recomenda”, referiu.
O Benfica, recorde-se, ergueu o troféu em 2012/13 e 2015/16. “Não querendo cometer nenhum lapso, penso que, neste plantel, só dois atletas é que ainda não conseguiram levantar este troféu, mas todos nós, de igual forma, temos a noção da importância do mesmo”, assegurou.

Fonte/Foto- SL Benfica