a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Nelson Mateus vai falar ...

sexta , Abr. 16 2021
82

Vasco da Gama abdica de ...

sexta , Abr. 16 2021
191

Retoma da Atividade ...

sexta , Abr. 16 2021
80

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60160

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28144

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22514

FC Porto e Benfica ...

sábado , maio 19 2018
937

"Cinco dragões sem ...

quarta , Mar. 29 2017
2329

Paulo Tembo Reforça ...

quinta , Ago. 03 2017
1171

3 Massagista Essencial 2

64314591 2570734056270577 5044980701707894784 n

A AE Física está de volta ao melhor campeonato do Mundo, depois de empatar a 4 bolas com o CH Carvalhos no jogo referente à 2.ª mão do playoff de acesso à 1.ª divisão.
Depois do triunfo da equipa de Torres Vedras por 4-3 no jogo disputado no Pavilhão do CH Carvalhos, um empate chegava para a formação de André Gil subir à 1.ª.
E foi o que aconteceu num jogo de nervos e onde a equipa nortenha esteve mesmo a vencer até aos 10 minutos da etapa complementar.
O Carvalhos marcou cedo, logo aos 3 minutos por João Campos. A AE Física chegou ao empate aos 21 minutos através de uma GP apontada por João Campelo, mas poucos segundos depois seria o Carvalhos a adiantar-se novamente no marcador por Rui Vidal, resultado que se manteve até ao intervalo.
Seria já na etapa complementar e corria já o minuto dez quando João Lima de GP fez o empate na partida, depois de a Física ter desperdiçado uma GP e um LD, por João Campelo e Anddré Gaspar, respectivamente.
João Lima, aos 15 minutos colocava a formação torriense a vencer pela primeira vez, na partida ao não desperdiçar uma GP que a sua equipa dispôs.
O Carvalhos a precisar de vencer pelo menos por um golo, para igualar a eliminatória pressionou, e aos 22 minutos chega ao empate.
Ultimos minutos de suspense com o golo a poder surgir em qualquer das balizas e é novamente a formação da casa que marca, fazendo o 4-3 por João Campelo, na marcação de um LD, corria então o minuto 23.
Poucos segundos depois a AE Física podia arrumar a questão mas Rodolfo Sobral opôs-se ao LD que João Lima apontou e já no ultimo minuto (faltavam 45 segundos para o final) o Carvalhos chega ao empate a 4 bolas por intermédio de João Marques, na marcação de uma GP.
E o Pavilhão da Física tremeu, a 27 segundos do términus do jogo, quando o Carvalhos dispôs de um LD (10.ª falta da AEFD), mas João Marques não conseguiu marcar, aquele que poderia ter dado o triunfo ao Carvalhos e o empate na eliminatória, e pouco depois terminaria o jogo com a equipa e simpatizantes da Física a festejarem efusivamente esta subida de divisão, depois de três temporadas a tentar este objectivo.

Foto- Facebook José Carlos Gaspar

Sábado