a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

3.ª D- Norte- Lavra não ...

quarta , Dez. 11 2019
59

3.ª D- Centro- Termas de ...

quarta , Dez. 11 2019
83

3.ª D- Sul- Marítimo ...

quarta , Dez. 11 2019
62

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57741

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25642

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20413

CD Paço Arcos garante ...

segunda , Dez. 17 2018
706

Inter-Regiões- AP Açores ...

quarta , Abr. 17 2019
297

Mealhada volta a receber ...

sexta , Fev. 27 2015
1622

interioresinteriores

pavads

A partida entre a Sanjoanense e Oliveirense que terminou com o triunfo da Oliveirense por 4-3, terminou com alguns desacatos dentro e fora de rinque.
Ainda dentro da quadra desentendimentos entre Jorge Silva e o técnico da formação alvinegra foram o mote para o que aconteceria posteriormente.
Fora do Pavilhão, registrar-se-iam mais desacatos entre o público afeto à Sanjoanense que se virou à dupla de arbitragem que dirigiu a partida, com estes a terem dificuldades para saírem do local, tendo inclusive visto a sua viatura ser danificada, por Paulo Almeida e André Portal (AP Aveiro), a apresentarem posteriormente queixa na esquadra da PSP.
Na sequência de todo esta “confusão”, em particular com o que se passou com a equipa sénior da Oliveirense, os responsáveis do Clube de Oliveira de Azeméis, fariam no dia seguinte ao jogo um comunicado.
A resposta da Sanjoanense foi célere, com o Clube a emitir um comunicado a marcar a sua posição e a rebater alguns factos que ocorreram no Pavilhão.

Comunicado da Sanjoanense

"A AD Sanjoanense vem, por este meio, tecer algumas considerações acerca do jogo do passado sábado frente à UD Oliveirense, na sequência do comunicado emitido pelo clube de Oliveira de Azeméis.

Foi com enorme surpresa que lemos o que foi escrito, e certamente quem o escreveu não viu o jogo.
A AD Sanjoanense repudia, antes de mais, qualquer e todo o tipo de comportamento inadequado e que vá contra os valores do fair-play, desportivismo e valorização do Hóquei em Patins.

O jogo do último sábado foi um verdadeiro dérbi, entre 2 grandes equipas num pavilhão lotado - que obrigou a que imensos adeptos não pudessem assistir ao jogo por já não haver lugares - e as alegadas agressões que o clube de Oliveira de Azeméis reivindica simplesmente não existiram. Existiram sim inúmeros lances do jogo que irão sempre ser discutíveis, dependendo do símbolo que cada pessoa defende. Mas neste clube, não somos apologistas de discussões sem fim e baseadas na "lógica da batata".

Quanto às alegadas "provocações", não podemos - como é óbvio - controlar tudo o que se diz num pavilhão com mais de 2.000 pessoas, mas seria de esperar que um clube da dimensão da UD Oliveirense soubesse superar "provocações" que fazem sempre parte de um dérbi desta magnitude.
O que aconteceu no final do jogo esteve à vista de todos. Quando os elementos das duas equipas se cumprimentavam, dois elementos intervenientes no jogo levaram mais tempo na sua saudação, o que originou uma sucessão de empurrões e alguma confusão de ambos os lados, na zona de acesso aos balneários. Nesse aspeto, somos os primeiros a ter a hombridade de admitir e assumir parte da culpa nesse pequeno episódio. Mas não as podemos assumir sozinhos. Podíamos argumentar que tinhamos vídeos que desmentem tudo o que a Oliveirense retratou do sucedido no túnel de acesso aos balneários, mas não o vamos fazer.

Porque o jogo de sábado foi um autêntico hino ao Hóquei em Patins e ao desporto. Como o número de faltas indica (11-8) não foi um jogo com muita agressividade ao olhos da equipa de arbitragem, por isso e mais uma vez dizemos que não compreendemos as declarações do clube de Oliveira de Azeméis acerca do jogo.
Concordamos com a Oliveirense quando dizem que não compactuam com faltas de respeito. Também nós não compactuamos e não admitimos que ponham em causa o trabalho dos nossos atletas, todos eles trabalhadores e estudantes.

Por fim, a certeza de que não iremos entrar em guerrilhas de comunicados, muito menos em trocas de acusações. Esta direção nunca se pautou por esse tipo de estratégia e nunca o fará. Temos pena, isso sim, de ver um clube como a Oliveirense sentir necessidade de se defender e acusar um clube "vizinho e rival", em modo de Comunicado, quando o único cartão federativo apreendido pela equipa de arbitragem no final do jogo pertenceu a um elemento ligado à Oliveirense.
Porque pior do que não saber perder, é não saber ganhar.

Não é com comunicados do género feito pelo clube de Oliveira de Azemeis que nos vão deitar abaixo. Neste clube as respostas são dadas em campo e durante a semana, sempre com trabalho. Acreditem que este tipo de acontecimentos só nos torna mais fortes. Que fique aqui a certeza de que vão ter de levar connosco, semana após semana, e até ao fim.

A direção da secção de Hóquei em Patins da AD Sanjoanense."