a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

3.ª D- Norte- Lavra não ...

quarta , Dez. 11 2019
59

3.ª D- Centro- Termas de ...

quarta , Dez. 11 2019
81

3.ª D- Sul- Marítimo ...

quarta , Dez. 11 2019
62

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57741

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25642

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20413

2.ª D-Sul- Sintra impõem ...

segunda , Out. 14 2019
434

Esta 4.ª Feira há Taça ...

terça , Abr. 09 2019
424

Nuno Ferrão ao leme dos ...

quinta , Fev. 22 2018
775

interioresinteriores

74706428 1400896320087812 5796004567191650304 o

O FC Porto impôs-se sobre o HC Braga por 4-3 em jogo que marcou o regresso dos Dragões aos triunfos, em jogo que contou para a 5.ª jornada no nacional da 1.ª divisão, realizado mais uma vez em Fânzeres.
O encontro começou intenso, com iniciativas atacantes de um lado e do outro, mas foram os visitantes a marcar primeiro através de Afonso Lima, sendo que a resposta dos azuis e brancos surgiu dois minutos depois por Carlo Di Benedetto. Os Dragões tornaram-se mais perigosos e ainda antes do quarto de hora inicial, por intermédio de Poka, chegaram ao 2-1, resultado que se verificava ao intervalo.
No segundo tempo, e já depois de Gonçalo Alves ter falhado uma grande penalidade, Carlo Di Benedetto fez o bis e o 3-1. O coletivo minhoto, no entanto, não baixou os braços e João Guimarães reduziu para 3-2. Um pouco mais tarde, o mesmo João Guimarães podia ter empatado a partida num livre direto, mas Xavier Malián levou a melhor.
Junto à outra baliza, Rafa foi mais eficaz e ampliou a vantagem azul e branca (4-2). O guarda-redes espanhol dos portistas voltou a defender um livre direto, desta feita batido por Pedro Delgado, antes de João Guimarães bisar a cinco minutos do fim, criando incerteza no placar para os derradeiros momentos. O conjunto de Guillem Cabestany soube, ainda assim, controlar o desafio e até podia ter apontado mais um golo se Carlo Di Benedetto tivesse cobrado com sucesso o livre direto de que dispôs a três minutos de soar a buzina final.
Com este triunfo o FC Porto somou o terceiro triunfo na competição, e soma agora 10 pontos.

Fonte- FC Porto * Foto- FC Porto Sports (Arquivo)