a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Cabestany- “ Uma ...

sábado , Abr. 17 2021
59

Nuno Pinto- Estamos ...

sábado , Abr. 17 2021
78

Beatriz Figueiredo- ...

sábado , Abr. 17 2021
70

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60161

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28145

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22516

Filipe Lourenço, vai ...

terça , Dez. 08 2020
318

Luís Sénica: "Estou ...

quinta , Set. 14 2017
1087

Rui Miguel Seabra como ...

quarta , Ago. 09 2017
1283

3 Massagista Essencial 2

NunoLopesDR1

Candidata à promoção à I Divisão, a equipa do Sporting de Tomar já trabalha na pista, há uma semana, com o intuito de preparar a liguilha com a qual a próxima temporada se inicia - e que merece criticas do treinador Nuno Lopes, que se queixa de uma decisão tomada pela Federação de Patinagem de Portugal (FPP) sem ouvir clubes e associações.
À semelhança de FC Porto e Valongo, o Sporting de Tomar também já regressou ao trabalho, para evitar prologar a paragem dos jogadores e «retomar à pressa, com risco de lesões». A equipa liderava a Zona Sul, com oito pontos de avanço sobre o segundo classificado, Parede. Mas a pandemia levou a FPP a promover a liguilhas para decidir subidas e descidas, o que obriga o Sp. Tomar a partir da estaca zero. «O campeonato não contou para nada e serviu apenas para validar os segundos classificados, aos quais é dada a oportunidade de lutar pela subida e com plantéis novos», critica Nuno Lopes. Lembra ainda que os clubes recusaram a alternativa de alargamento da I Divisão para não realizarem mais jogos, mas, afinal, vão fazê-los, porque «terão de discutir um troféu novo no final da I Volta». Refere-se às alterações competitivas para a próxima época, cujo destaque maior é a reintrodução do play-off, que «apenas serve os interesses dos clubes grandes». E acrescenta: «Alguns clubes da I Divisão não queriam o play-off, como o Turquel e o Riba d’Ave. Aparecerão mais. Mas tiveram algum peso nessa decisão? Nenhum!»
Nuno Lopes argumenta que a FPP «andou a dar música aos clubes e às associações» isto porque as decisões relativas ao desfecho da temporada e à liguilha «já estavam tomadas» antes das reuniões entre todas as partes para abordar o tema. « Sei que não é fácil agradar a todos e acredito que não se faça por mal, mas o hóquei em patins vive muito na realidade de cozinhados. O importante é não beliscar quem está em cima. Sei como é porque conheci o Sporting com e sem poder. Como investiu oito milhões de euros em cinco anos, já manda alguma coisa, tal como FC Porto ou Benfica.»
Ainda assim, o antigo treinador do Sporting, com o qual ganhou uma Taça CERS, mostra-se conformado, até porque o clube de Tomar «sempre disse que aceitaria a decisão da FPP». E remata: «Resta-nos competir e resolver isto».
O sorteio da liguilla está agendado para o próximo dia 23 e o arranque está programado para 5 de setembro.

Fonte/Foto- Jornal “A Bola” * Texto – Gabriela Melo/Jornal “A Bola”

4 dourocabe