scphcb

Hóquei em patins vence HC Braga em jogo de muita emoção e com três reviravoltas

A equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal recebeu e venceu, esta quarta-feira, o HC Braga por 4-3, em jogo em atraso da sexta jornada, assumindo dessa forma a liderança isolada do Campeonato Nacional.

Após o adiamento do encontro do passado sábado diante da AD Valongo, Paulo Freitas apostou num cinco inicial composto por Ângelo Girão, Pedro Gil, Toni Pérez, Nolito Romero e Matías Platero no regresso ao Pavilhão João Rocha.

Ainda nem dois minutos de jogo tinham sido cumpridos quando o juiz da partida assinalou falta de Romero e apontou para a marca de penálti, permitindo ao HC Braga colocar-se em vantagem sem ter criado qualquer oportunidade de perigo.

Pouco depois, Paulo Freitas pediu o time-out para dar indicações aos seus jogadores e a partida ganhou mais emoção, com ambas as formações a batalharem intensamente em cada duelo individual, mas sem conseguirem criar muitos lances de perigo junto da baliza adversária nos primeiros 10 minutos.

A partir daqui, os guarda-redes das duas equipas ganharam algum protagonismo no desenrolar do encontro, impedindo qualquer alteração no marcador. Na oportunidade mais flagrante do conjunto verde e branco, Alessandro Verona beneficiou de um pontapé de penálti, mas permitiu a defesa do guardião do HC Braga.

A oito minutos do intervalo, o Sporting CP voltou a ficar muito perto do empate, novamente por intermédio de Alessandro Verona, mas o remate do italiano esbarrou com estrondo no poste e os Leões continuaram em desvantagem, mas não por muito tempo.

Com três minutos para jogar antes do recolher aos balneários, surgiu o 1-1 para os homens da casa. Após um primeiro remate de Pedro Gil travado pelo guarda-redes, a bola sofreu um ressalto e o mesmo Pedro Gil, de trás da baliza, fez o golo com o esférico ainda a desviar, de forma decisiva, no guarda-redes antes de entrar. Ao intervalo, 1-1 no marcador.

No regresso para a segunda parte, o jogo abriu com a décima falta do HC Braga, o que permitiu ao Sporting CP beneficiar de um livre directo. Na conversão, Nolito Romero bateu forte, mas o remate falhou o alvo por escassos centímetros. Era a segunda bola parada da noite falhada pelos comandados de Paulo Freitas.

Depois de cinco minutos jogados, ficou claro que a segunda metade seria tão intensa quanto a primeira, mas com o jogo a disputar-se mais no centro do terreno e sem tantas intervenções decisivas por parte de ambos os guarda-redes.

A meio da primeira parte, surgiu finalmente a reviravolta no marcador, por intermédio de Alvarinho, na recarga a um remate de Alessandro Verona, só que num espaço de segundos o HC Braga voltou a igualar o placard e, logo a seguir, colocou-se novamente na dianteira do marcador, obrigando os Leões a partirem novamente em busca do resultado com dez minutos para jogar.

A cinco minutos do último soar da buzina, o Sporting CP igualou novamente o marcador, desta vez por intermédio de Nolito Romero, e apostou tudo para chegar ao golo da vitória, o que viria a acontecer segundos depois. O HC Braga cometeu a 15.ª falta e Gonzalo Romero, de livre directo, desta vez não falhou e fez o 4-2.

Até ao final, os Leões privilegiaram o controlo da posse de bola para evitar novos dissabores, confirmando dessa forma o regresso às vitórias e ascendendo à liderança isolada do Campeonato Nacional com 23 pontos, mais dois do que a segunda UD Oliveirense, que tem mais um jogo disputado.

Fonte/Foto- Sporting CP

Curso Barbeiro Completo