a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Hóquei Feminino do SL ...

quarta , Jan. 20 2021
5

Telmo Sousa vai falar de ...

terça , Jan. 19 2021
220

OC Barcelos em Turquel ...

terça , Jan. 19 2021
142

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59914

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27843

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22203

Santa Cita foi palco das ...

terça , Jun. 19 2018
836

Campeonatos Nacionais - ...

domingo , Jan. 17 2016
2209

Paulo “Xavi” Duro é ...

quarta , Dez. 16 2020
504

janeiro Pluriform 2

ef1541db b92e 4f43 9fb9 1484a06bb0df

No rescaldo do triunfo desta quarta-feira diante do HC Braga, o treinador da equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal, Paulo Freitas, valorizou o triunfo Leonino e enalteceu a exibição dos seus jogadores.

O importante é percebermos que o Sporting CP conquistou três pontos. Os jogadores trabalharam muito e lutaram contra uma equipa que se apresentou aqui com um bloco muito baixo e com um guarda-redes muito inspirado. Foi uma noite em que as coisas não nos iam saindo, criámos muitas situações mas não fomos eficazes. Temos de valorizar a vitória do Sporting CP e todos os Sportinguistas devem estar orgulhosos do que a equipa fez. Com dificuldades, mas conseguimos conquistar os três pontos e isso é o mais importante. Os jogadores dignificaram a camisola que vestem”, começou por dizer, recordando depois o facto de o Sporting CP ser a única equipa 100% vitoriosa no Campeonato Nacional.

“Sabemos o que trabalhamos e como nos dedicamos. Às vezes as coisas não saem como queremos, mas o fundamental é o orgulho que temos em representar este Clube. Somos a única equipa que ainda não foi derrotada neste campeonato, somos um alvo a abater. As equipas vêm jogar contra nós acantonadas na sua área defensiva e vão crescendo no jogo porque nos vamos desgastando. Vamos também alimentando o ego dos guarda-redes, porque vão crescendo à medida que vão defendendo, e as dificuldades aumentam para nós. A seis minutos do fim estávamos a perder e conseguimos dar a volta com um carácter e uma atitude enormes. É isso que temos de valorizar”, referiu.

Por fim, Paulo Freitas reconheceu que a equipa tem saudades do calor dos Sportinguistas e que a sua presença seria uma mais-valia para o desempenho dos jogadores.

“Sentimos falta dos nossos adeptos. Esta equipa está habituada a momentos de pressão no bom sentido, para ganhar. Em contrapartida, há jogadores que se conseguem libertar com essa ausência de pressão. É natural que às vezes aconteçam resultados um pouco inesperados e que os adversários se galvanizem e apresentem um nível diferente que com público se calhar já não conseguiam. Precisamos dos nossos adeptos para nos ajudarem neste caminho que queremos traçar”, concluiu.

Fonte- Sporting CP

Curso Estaticista Essencial