a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Alejandro Domínguez – “a ...

quarta , maio 05 2021
7

SL Benfica segue para as ...

quarta , maio 05 2021
55

Áustria também abdica do ...

quarta , maio 05 2021
52

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60207

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28199

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22572

CN Sub17 Norte B: FC ...

sábado , Abr. 01 2017
1642

1.ª D- Leões seguem ...

domingo , Out. 27 2019
576

Árbitros lusos presentes ...

quarta , Nov. 28 2018
824

Tecnicomassagem cartaz

al luso

A fase de grupos da Liga Europeia de hóquei em patins no pavilhão do Luso, abriu com o desafio entre o FC Porto e o Noia, adversários do OC Barcelos no grupo A.

O FC Porto líder do campeonato português, defrontou o oitavo classificado da OK Liga espanhola, vencendo por 7-4, apesar de ao intervalo ter estado a perder por 3-2.

Apesar do favoritismo pertencer à equipa portuguesa, foi o Noia que surpreendeu com uma vantagem de dois golos, ambos apontados por Poli Manrubia aos 2' e 5'.

Tentou reduzir a formação do FC Porto mas seria de novo a turma espanhola do Noia a marcar e a elevar para 3-0 de grande penalidade aos 13' por Xavi Costa.

A bola foi ao centro e na jogada imediata, o FC Porto reduziu para 3-2 por Xavi Barroso.

Numa partida de muito contato físico, o FC Porto beneficiou aos 15' de um livre direto a punir a décima falta do Noia, tendo Gonçalo Alves permitido a defesa do guarda redes Jesus Fernandez.

O FC Porto assumiu o jogo e aos 17' Carlo Di Benedetto colocou o marcador em 3-2, resultado que até ao intervalo não sofreu alteração.


 

No segundo tempo desde cedo se percebeu que seriam as bolas paradas a mexer no marcador.

Aos 5' o FC Porto cometeu a décima falta, com Poli Manrubia a concretizar o livre direto, fazendo o 4-2 para o Noia.

No minuto seguinte e depois de Carlo Di Benedetto ter falhado um livre direto, Gonçalo Alves de grande penalidade reduziu para 4-3.

Embalados pelo quarto golo, o FC Porto com um ritmo muito forte, saltou pela primeira vez para a frente do marcador ( 5-4 ) aos 8' com golos de Ezequiel Mena e Xavi Barroso.

Com o Noia ja a demonstrar algum desgaste fisico, o FC Porto podia ter feito o sexto tento aos 12', mas Gonçalo Alves não concretizou uma grande penalidade.

Aos poucos o jogo começou a desenhar o vencedor do encontro, com o FC Porto a aumentar para 6-4, aos 16' por Carlo Di Benedetto.

Perto do fim, aos 23', Gonçalo Alves estabeleceu o resultado final de 7-4, na transformação de um livre direto, a castigar a vigésima falta do Noia.

Para o grupo A, o próximo jogo é este sabado às 12.00h com o OC Barcelos a defrontar o Noia