a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Alejandro Domínguez – “a ...

quarta , maio 05 2021
7

SL Benfica segue para as ...

quarta , maio 05 2021
56

Áustria também abdica do ...

quarta , maio 05 2021
55

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60207

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28199

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22572

CN Norte Sub15: 4.ª ...

terça , Mar. 08 2016
1344

CRPF Lavra divulga três ...

quinta , maio 23 2019
827

Cabestany: "Os clássicos ...

quinta , Dez. 17 2015
1314

Tecnicomassagem cartaz

jsilv

A UD Oliveirense, que já venceu uma Taça CERS e uma Taça Continental, vai disputar a fase de Grupos da Liga Europeia no Grupo B, juntamente com o Sporting CP e o Reus Deportiu.

Jorge Silva, jogador da Seleção Nacional e da União Desportiva Oliveirense faz a antevisão do que podemos esperar para os três dias da competição.

“Sabemos certamente que as nove equipas que estão presentes nesta fase têm pretensões para chegar à Final4 e a União não foge à regra. Vamos encarar esta Liga Europeia dessa mesma forma, com a ambição de estar na Final4. Para isso, entramos em campo no sábado, contra o Reus, e sabemos que só nos pode passar pela ideia a vitória e deixar em aberto para o jogo de domingo esse apuramento. Com todo o respeito pelas duas equipas, mas temos de nos preocupar connosco e fazer o nosso melhor hóquei para conseguir esse objetivo”, referiu.

O atleta considera ainda “muito importante a realização desta Liga Europeia” afirmando que “para nós jogadores é uma competição diferente, super importante, em que se vão reunir as melhores equipas da Europa. Mesmo para o panorama do hóquei em patins é um sinal de que o hóquei em patins está vivo e certamente, neste fim-de-semana, toda a gente do hóquei vai estar ligada nestes três dias de competição para ver os melhores praticantes do mundo e as melhores equipas”.

Relativamente à situação de pandemia que vivemos atualmente, Jorge Silva acredita que “o sistema que encontrámos de colocar as equipas em bolha nesta altura será o necessário – todos sabemos a situação que o país e a Europa atravessam – e, pessoalmente, conhecendo o Hotel do Luso e o pavilhão do Luso onde se vai realizar esta bolha, acho perfeito o envolvimento que teremos e as equipas têm de encarar isso como uma necessidade e não como um constrangimento, por isso não vamos encontrar problemas aí. Vamos focar-nos sim nos dois jogos que temos para realizar e que queremos ganhar”.

Fonte/Foto- FPP

1 Esteticista Inicial 2