a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Águias começam fase ...

domingo , Jan. 23 2022
10

Oliveirense está nos 16 ...

domingo , Jan. 23 2022
7

HC Braga “salta” da Taça ...

domingo , Jan. 23 2022
9

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61640

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30165

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24457

Dragões vencem para a ...

domingo , Nov. 02 2014
2646

Gestão de Equipas e ...

quarta , Set. 05 2018
1050

1.ª D- Resumo CD Paço ...

segunda , Nov. 29 2021
91

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

equipa apresentacao thumbnail

A equipa de hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica apresentou-se aos adeptos neste domingo diante dos espanhóis do Liceo, tendo vencido por 7-6. O Pavilhão Fidelidade foi igualmente palco da homenagem que o Clube prestou a Valter Neves, ex-capitão e atual team manager, antes do apito inicial.

Seria mesmo Valter Neves a dar a stickada de abertura do encontro, e, 16 segundos depois do apito inicial, o Liceo colocou-se em vantagem por Maximiliano Oruste (0-1). O Benfica, em jogo de parada e resposta, igualou aos 7' (1-1) por Carlos Nicolía, na conversão de uma grande penalidade.

Mas o segundo classificado do campeonato espanhol na época passada demorou pouco tempo a responder: aos 9', por Roberto Di Benedetto, colocou-se de novo em vantagem no duelo de preparação (1-2). Diogo Rafael, aos 12', desviou na cara do guardião Carles Grau um remate de Carlos Nicolía, apontando o 2-2.

Roberto Di Benedetto voltou colocar o Liceo na frente em nova grande penalidade (2-3), conversão que Lucas Ordoñez não conseguiu aos 18', mantendo-se o resultado até ao intervalo.

O Benfica, incentivado pelos adeptos, entrou na segunda parte mais perigoso junto às redes contrárias, e Pol Manrubia, aos 28', igualou a partida (3-3). Jordi Adroher, ele que também foi objeto de homenagem no regresso à Luz, num contra-ataque logo a seguir bateu o antigo companheiro Pedro Henriques (3-4). Carlos Nicolía é que não estava pelos ajustes e fez o 4-4, aos 32'. Uma carambola permitiu ao Liceo voltar a colocar-se em vantagem (4-5), a qual foi dilatada logo de imediato, aos 36', por Jordi Burgaya (4-6).

Pela primeira vez em desvantagem de dois golos, o Benfica reagiu aos 41' por Sergi Aragonès, que reduziu as distâncias no marcador com uma excelente jogada individual (5-6), e logo de seguida, aos 43', colocou a bola no ângulo esquerdo da baliza de Carles Grau, igualando o encontro (6-6), perante o entusiasmo benfiquista vindo das bancadas, procurando empurrar a equipa para o triunfo.

Carlos Nicolía na conversão de um livre direto, após a 10.ª falta dos espanhóis, correspondeu ao incentivo das bancadas e deu, pela primeira vez, vantagem aos encarnados no marcador, aos 46' (7-6). O internacional argentino acabou por ser o grande protagonista no triunfo benfiquista, pois apontou três golos, além de duas assistências. Os últimos instantes do jogo foram de sofrimento, com o Liceo a colocar cinco elementos de campo nos derradeiros segundos sem conseguir alterar o marcador.

Fonte/Foto- SL Benfica

02 Esteticista 1225h Pluriform