a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo AD ...

terça , Dez. 07 2021
27

Pedro Henriques- “Espero ...

terça , Dez. 07 2021
24

FPP- Formação: Ética no ...

terça , Dez. 07 2021
32

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61513

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30000

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24286

3.ª D- Sul- Murches ...

terça , Nov. 28 2017
1187

FPP assina protocolo com ...

domingo , Abr. 28 2019
999

Anda jogar na Dragon ...

quinta , Jun. 07 2018
1703

5 Barbeiro Completo

Terronia

241798536 596567678379644 3758611128421130936 n

No rescaldo do encontro deste domingo diante do FC Porto, referente à quinta jornada do Campeonato Nacional, o treinador da equipa principal de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal, Paulo Freitas, mostrou-se insatisfeito com a actuação da equipa de arbitragem.

“Parabéns ao FC Porto. Acabou por ser um justo vencedor porque marcou mais golos num pavilhão repleto e com um ambiente incrível favorável à equipa da casa. Fomos lutando até onde conseguimos. Saímos do intervalo a perder por 5-3, aproximámo-nos com o 5-4 e logo a seguir houve uma decisão controversa. O FC Porto afastou-se outra vez mas, mesmo assim, na saída de bola voltámos a aproximar-nos e depois houve nova decisão polémica. Temos de nos preocupar com o que fazemos, não nos podemos desgastar com o que não controlamos”, começou por dizer o técnico em declarações aos meios de comunicação do emblema Leonino.

Houve decisões demasiado penalizadoras para a nossa equipa. Ainda assim, acima de tudo interessa-nos focar o que é importante: há coisas a melhorar. Por exemplo, as situações de superioridade numérica, em que já fomos muito eficazes, mas hoje não conseguimos materializar essa vantagem. Saímos tristes, mas com a plena consciência de que há ainda muito campeonato pela frente. Vão ter de contar connosco até ao fim, até aos momentos de decisão”, garantiu, antes de reforçar que a equipa sai do Dragão Arena de cabeça levantada.

Este resultado não apaga rigorosamente nada do que fizemos até aqui, pelo contrário. Saímos daqui tristes, porque não gostamos de perder e representamos um Clube que tem um ADN vencedor, mas com a consciência de que sabemos o que queremos. Vamos à procura dos nossos momentos, vão ter de contar connosco”, disse, visando depois os adeptos portistas.

Queria prestar uma homenagem às claques do Sporting CP, mas também à claque do FC Porto, que prestou um grande tributo à sua equipa através do que fez ao longo de todo o jogo. Normalmente atribui-se coisas más a quem tem de ter o cartão de adepto, mas se calhar o cartão de adepto tem de ser para as pessoas que se sentam na bancada central pois há quem não seja digno de estar num recinto desportivo. Isto acontece constantemente neste pavilhão. Deviam afastar-se dos recintos desportivos, foi mau demais o que se passou aqui”, frisou.

Por fim, Paulo Freitas recordou que os Leões vão enfrentar novo desafio de elevado grau de dificuldade já no próximo sábado, em casa, frente ao OC Barcelos.

“O OC Barcelos é candidato ao título e tem legítimas aspirações. O respeito que temos por eles é exactamente igual ao que temos pelo FC Porto. Vamos recuperar os jogadores, analisar o que não fizemos bem e preparar-nos muito bem para conquistar os três pontos”, concluiu.

Fonte- Sporting CP

02 Esteticista 1225h