a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Bernardo Ramalho reforça ...

segunda , Jul. 04 2022
59

Termas OC com 3 reforços

segunda , Jul. 04 2022
98

Francisco Beirante é ...

segunda , Jul. 04 2022
65

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62103

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30893

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25047

OC Barcelos vence ...

domingo , maio 20 2018
1215

Resumo do Jogo SK ...

terça , Nov. 08 2016
1734

Carmelo Paniagua visitou ...

quarta , Jul. 06 2016
1734

massagista inicial

pmnl

No final da partida, Nuno Lopes reconheceu que «não entrámos bem no jogo. O mais difícil foi virar o resultado e ainda por cima chegámos ao 1-4. Estar a dizer que foram as bolas paradas… Nós deixámos de atacar um pouco e não podemos deixar de atacar. Tínhamos de fazer o quatro, o cinco e o seis e guardar a nossa baliza».

O técnico do SC Tomar/IPT frisou que «podíamos atribuir isto à sorte e ao azar, mas não há aqui nada dessas coisas. Há uma equipa que estava a perder 1-4 e foi para cima de nós e tínhamos de aguentar, como aguentámos a maior parte do tempo. Não podíamos ter deixado de ir à baliza adversária». «Cumprimentar o Valongo porque, atrás do resultado, foi à procura do jogo», disse.

Pedro Martins esteve na conferência de imprensa no final da partida e deixou também a sua opinião sobre a partida.

Fizemos o mais difícil… fizemos a reviravolta no marcador e é partir daí que acho que devíamos ter tido outra abordagem ao jogo. A ganhar 4-1 nunca poderíamos ter permitido ao Valongo chegar ao empate num jogo destas decisões”.

Fonte- FPP * Foto- mediotejo.net

Massagem Geotermal